Semana de Cultura de Umbaúba prossegue até domingo, 6

0

Foto Ilustrativa
Prossegue até o próximo domingo, 6, na cidade de Umbaúba, a 3ª edição da Semana de Cultura e Arte (Cultart). Com o objetivo de fomentar o entretenimento, relacionando questões artísticas e oficinas de artesanatos, o evento leva ao público diversas atrações artísticas e apresentações de grupos folclóricos. O Cultart acontece também no mesmo período da celebração da padroeira do Município ‘Nossa Senhora da Guia’ (comemorado no dia 2 de fevereiro), e nesta data a programação abrirá espaço no palco principal para o show do padre Zezinho, logo após a procissão e benção do Santíssimo Sacramento.

De acordo com a secretária de Cultura de Sergipe, Eloísa Galdino, a proposta do Cultart é algo exemplar, do ponto de vista que promove a integração cultural entre a sociedade de Umbaúba e as bases folclóricas de Sergipe. “Além das atrações artísticas, bandas e cantores que certamente são do gosto popular, teremos a base folclórica sergipana representada por nomes como o Cacumbi do Sr. Juarez, que emocionará o público com suas cores e sonoridade. O Evento ainda promove oficinas de cunho social, onde os participantes poderão aprender sobre reciclagem e percussão. O Cultart, em sua terceira edição, já se classifica como um dos melhores festivais do nosso Estado”, enfatizou.

Para o prefeito de Umbaúba, Anderson Farias, a 3ª Semana de Cultura e Arte possui dois pilares: preservação da cultura e  desenvolvimento econômico. “O Cultart nasceu com o objetivo de mostrar que nossa região também tem muita cultura para mostrar e sabe apreciar e manter vivas as suas raízes. Além disso, é uma forma de movimentar o município e proporcionar geração de renda entre a população”, disse.

Segundo esclareceu o secretário interino de Cultura de Itaporanga D’Ajuda, Braúlio Lima, o convite para participar da 3ª edição da Semana de Cultura e Arte de Umbaúba veio mediante solicitação da Secult. “Temos 21 grupos artísticos em Itaporanga D’Ajuda, e após a solicitação da Secretaria de Cultura escolhemos três opções para abrilhantar o evento de Umbaúba. Em nossa seleção primamos pela diversificação das apresentações, mas garantiremos ao público que as atrações escolhidas representarão muito bem o folclore de nosso Estado”, frisou.

Sobre as oficinas que serão empregadas até o último dia da Cultart, os oficineiros do Centro de criatividade, Edmar Santos e Maria Cleide Santos apostam que o público vai fazer questão de participar das formações em percussão e reciclagem. “Faremos brinquedos, mas antes vamos focar nas questões ambientais que embasam o conhecimento teórico”, disse Cleide. Já Edmar informou que durante as aulas de percussão serão ensinados os princípios da leitura rítmica. “Focaremos no aprendizado teórico-prático, utilizando instrumentos. Vamos trabalhar a cultura sergipana em sua essência musical”.

Com informações da Secult

Comentários