Sergipanidade é debatida na “I Virada Cultural”

0

Wellington de Jesus: o sergipano deve conhecer Sergipe
O sentimento de identidade que une os componentes da sociedade e da cultura do nosso Estado: a sergipanidade. Esse foi o tema da palestra do professor da Universidade Federal de Sergipe, mestre em Ciências Sociais, Wellington de Jesus Bomfim. A palestra faz parte da ‘I Virada Cultural de Sergipe’, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura. O Evento acontece no Centro de Critividade desde as 00h da sexta-feira, 24, e vai até as 00h do sábado, 25.

Wellington de Jesus problematiza que não há uma formação cultural genuinamente sergipana, mas associações de vários elementos. O professor, porém, faz ressalvas. “O São Gonçalo da Mussuca, pode ser considerado como genuinamente sergipano. São Gonçalo existe em vários locais, mas não como o realizado na Mussuca”.

Os espaços geográficos de uma região também podem ser apontados como elementos formadores de identidade.  Por conta disso, o mestre defende que haja um incentivo para que o povo sergipano conheça o seu próprio Estado. “É papel dos agentes públicos fazer com que o sergipano conheça Sergipe”, reforça.

A programação da ‘I Virada Cultural de Sergipe’ continua nesta tarde com a realização de oficinas de capoeira e grafitagem. A partir das 17h, a música entra em cena, com apresentações da Orquestra Sanfônica e grupos regionais.

Comentários