Sesc realiza mostra de Filmes John Cassavetes

0
(Foto: Divulgação/Sesc)

O SESC realiza de 03 de julho a 01 de agosto, no auditório da Unidade Centro, a Mostra de Filmes John Cassavetes – o cinema independente norte-americano. A abertura oficial do evento acontece às 18h, com a exibição do filme Sombras, e logo após, palestra do professor Romero Venâncio, da Universidade Federal de Sergipe, com o tema: O cinema independente norte-americano: Um panorama a partir de John Cassavetes.

O cineasta é reconhecido pela crítica norte americana como o pai do cinema independente, devido a sua coragem de produzir um cinema inaugural, mesmo tendo como sombra a indústria cinematográfica de Hollywood.

Segundo Marco Aurélio Lopes Fialho, assessor de cinema do Departamento Nacional do SESC, a obra de Cassavetes constitui-se como fundamental para quem acredita que o cinema é uma arte pautada na criatividade e na liberdade de expressão do artista, e considera como conseqüência desse processo a produção de uma obra possuidora de um poder demolidor e crítico das instituições sociais, assim como os valores que as sustentam, até então considerados por muitos como intocáveis e imutáveis.

“Cassavetes acreditava que o cinema devia, em primeira e última instância, expressar o ser humano como ele se apresentava na vida, isto é, em suas contradições e desintegrações sociais, tanto no mundo do trabalho e do casamento quanto no próprio domínio das artes”, disse o assessor.

Para Fialho, a realização do cinema de Cassavetes acontece por meio de uma cumplicidade atroz com seus atores, quase co-realizadores de seus filmes. Prova disso foi à parceria com sua esposa Gena Rowlands e com o amigo Ben Gazarra. Era preciso confiar e acreditar no processo de criação do cineasta, que também foi um ator consagrado por obras como O Bebê de Rosemary e Os Doze Condenados.

O filme Sombra, produzido em 1959, foi percebido não só como um manifesto do cinema demolidor de John Cassavetes, mas também do próprio cinema independente americano, que não foge de temas controversos como o submundo da arte, do crime, da desintegração das relações convencionais, da loucura, que espelha nos temas e na forma artística a ebulição mental do ser humano na turbulenta modernidade. “Ele tinha consciência de que seu trabalho de diretor não era destinado para o grande público, mas, para quem buscavam nas brechas do mercado, conteúdos diferenciados”, revelou Fialho.

As exibições serão abertas ao público gratuitamente e a programação completa está no www.sesc-se.com.br. Vale conferir e participar.

3 de Julho
Filme: Sombras (87’ / 1959)
Convidado: Prof. Dr. Romero Venâncio
Local: Auditório do SESC Centro
Horário: 19h
04/07 (quarta)
CineSESC meio-dia:  Sombras (87’ / 1959)

10 de Julho
Filme: Faces (130’ / 1968)
Convidado: Wesley Pereira
Local: Auditório do SESC Centro
Horário: 19h
11/07 (quarta)
CineSESC meio-dia: Faces (130’ / 1968)

17 de Julho
Filme: Uma mulher sob influência (146’ / 1974)
Convidado: Jadson Teles
Local: Auditório do SESC Centro
Horário: 19h
18/07 (quarta)
CineSESC meio-dia: Uma mulher sob influência (146’ / 1974)

24 de Julho
Filme: A morte de um bookmaker chinês (135’ / 1976)
Convidado: Ninalcira Sampaio
Local: Auditório do SESC Centro
Horário: 19h
25/07 (quarta)
CineSESC meio-dia: A morte de um bookmaker chinês (135’ / 1976)

Dia 31 de Julho
Filme: Noite de estréia (144’ / 1977)
Convidado: Prof. Msc. Caio Amado
Local: Auditório do SESC Centro
Horário: 14h30
01/08 (quarta)
CineSESC meio-dia: Noite de estréia (144’ / 1977)

Ascom Sesc

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais