Sociedade acompanha velório de J. Inácio

0

Obra do artista
Aconteceu na Biblioteca Pública Estadual Epiphâneo Dórea, na manhã desta quinta-feira, 2, o prosseguimento do velório do pintor sergipano J. Inácio. Estiveram presentes familiares, artistas plásticos, autoridades e população.

José Inácio de Oliveira, ou simplesmente J. Inácio, faleceu na manhã de ontem, 1°, em residência de sua filha, aos 96 anos, em decorrência da falência múltiplas dos órgãos. Nasceu no povoado Bolandeira, no município de Arauá, em 1911.

O artista plástico Adauto Machado comentou sobre a importância de J. Inácio para as artes sergipanas. “Temos a difícil missão de dar seguimento a representação das nossas artes. Sem dúvidas ele contribuiu com o engrandecimento das artes em Sergipe”.

Parentes se emocionam no velório de J. Inácio
“Ele cultivou as boas coisas da vida. Ele não era somente um pintor, era um ser extraordinário. Uma vida sofrida. Mas sua obra superou isso tudo. Fez com que aumentasse a paixão pela vida. Um Deus da cor. Um iluminista. Ele deve estar escondido atrás de alguma bananeira”, Araripe Coutinho.

Após o velório realizado na Biblioteca Epiphâneo Dórea, o corpo do artista seguiu em carro do Corpo de Bombeiros pelas ruas da capital até o cemitério Santa Izabel, onde ocorreu o sepultamento.

Comentários