Tobias Barreto é tema de programa da TV Brasil

0

Tobias Barreto em rede nacional
No próximo domingo, 31, às 18h, será reprisado o Programa “De lá pra cá”, da TV Brasil, que mostrou ontem, 25, a história do sergipano Tobias Barreto. Apresentado por Vera Barroso e pelo jornalista Ancelmo Góis (também sergipano), o formato do programa permite análises, perguntas e opiniões de convidados e populares. Com 40 minutos de duração, “De Lá Pra Cá” viaja pelo país em busca dos personagens que participaram destas histórias.

O programa lembra a história de Tobias Barreto, filósofo cujo pensamento arrebatou toda uma geração de juristas. Para falar do pensamento do jurista, o “De Lá pra Cá” recebe o filósofo Paulo Mercadantes, Evando dos Santos, fundador da Biblioteca Comunitária Tobias Barreto, o jornalista e escritor Luiz Antonio Barreto (responsável pelo Serigysite e colunista do Portal Infonet), o professor e escritor Jorge Carvalho Nascimento, o poeta Antônio Silva e o restaurador e escritor Elias Neto.

Personalidade
sergipana

Mulato pobre, Tobias Barreto nasceu no sertão sergipano, durante o Segundo Reinado, ainda durante o regime escravocrata. Apesar da situação social desfavorável e de todo o preconceito tornou-se um dos expoentes da Faculdade de Direto do Recife, então a mais importante do Brasil, e foi um dos maiores filósofos brasileiros. Aprendeu alemão sozinho e por conta própria chegou à Filosofia Clássica Alemã, sendo um verdadeiro mestre na periferia. Seu pensamento arrebatou toda uma geração de juristas. Além disso, sua oposição e crítica ao Positivismo, abalou os acadêmicos brasileiros da época, então influenciados por essa doutrina.

O Programa

Um momento histórico, um lugar ou um personagem da História do Brasil conduzem os apresentadores Ancelmo Gois e Vera Barroso nessa descoberta do que mudou “de lá pra cá”. Eles conversam, de maneira descontraída, com personalidades que participaram da vida nacional. Os participantes relatam suas memórias de episódios importantes e analisam as mudanças ocorridas ao longo do tempo.

Comentários