TTB recebe Musical “El Dorado” dia 24/11

0

Uma  aventura musical que fala da amizade, companheirismo e trabalha os valores de comportamento. Essa é a definição da atriz e bailarina Tetê Nahas sobre o enredo de “O caminho para El Dorado” espetáculo musical, dirigido e coreografado por ela que tem única apresentação, na próxima quarta, 24, no Teatro Tobias Barreto, as 19h.

O espetáculo conta com mais de 200 alunos da Nossa Escola, todos em cena e com nove músicos que executarão as músicas ao vivo. “Desde 2008 quando fizemos os Saltimbancos, o público já espera o do ano seguinte. O Mágico de Oz superou todas as expectativas e nesse ano, tivemos a história escolhida de acordo com o tema da festa da família”, afirma a atriz e bailarina que promete novidades: “Esse ano, vamos trazer como cenário um barco de 12 metros, onde as crianças e adolescentes darão vida aos personagens”. Os mais de 200 alunos estão divididos em coro, atores e bailarinos.

A História

Adaptado do filme homônimo, “O caminho Para El Dorado” conta a história dos atrapalhados Tulio e Miguel. A sorte deles começa a mudar quando  ganham um mapa que os levaria à cidade perdida de El Dorado, também conhecida como a cidade do ouro. Só que eles têm um pequeno problema: estão presos no navio do explorador espanhol Cortez. Após uma fuga ousada, em que contam com a ajuda de um esperto cavalo chamado Altivo, eles partem rumo à cidade perdida. Mas suas dificuldades estão apenas começando. Lá são confundidos com Deuses. “Depois do encantamento, eles aprendem várias lições e percebem o grande valor da amizade e também que o lado financeiro não é tudo na vida”, explica Tetê Nahas, diretora geral do espetáculo que adaptou a obra para o teatro com a ajuda dos alunos. A preparação musical ficou por conta de Corina Pann, também assistente de direção, Juliana Cordeiro e Janúzia Maria. E Gênisson Feitosa assina a direção musical

A Festa da Família

“O Caminho para El Dorado – Mundos que se Cruzam” é um musical que se apropria ao espaço de culminância do Projeto Sustentar-se, que reforçou, em 2010, o tema da sustentabilidade, discutido na Nossa Escola e em todas as instituições sérias que entendem com objetividade sua íntima relação com a natureza, a sociedade e a economia.

Para Aglacy Mary, diretora da Unidade I “Em sua experiência pessoal com o conteúdo da obra, cada aluno foi e continua a ser desafiado “a traçar o perfil de quem somos”, enriquecendo a noção de uma identidade mais própria; a refletir sobre as relações existentes e outras possíveis com o mundo natural; a compreender a genealogia e o desenvolvimento do capitalismo e seus custos e benefícios de ordem econômica e ética”.

Já a editora da Unidade II, Edmê Cristina de Oliveira define a Festa da Família: “A Festa da Família é a expressão de nosso agradecimento. Nela apresentamos o resultado do jeito próprio de educar da Nossa Escola. Para estar à altura da confiança de todos, elevamos a educação não ao dobro, nem ao cubo, mas a um valor infinitamente mais nobre. Elevamos a Educação à Arte”.

Comentários