V Exposição de altares recebe espetáculto teatral do grupo Imbuaça

0

Lindolfo Amaral: “A peça é um boa comédia alusiva à religiosidade
“Antônio meu santo”. Este é o nome do espetáculo teatral que será apresentado hoje, às 21h, no Centro de Cultura e Artes (Cultart) pelo grupo Imbuaça. De acordo com o presidente do grupo de teatro, Lindolfo Amaral, o espetáculo foi inspirado no texto de João Augusto e conta a história de cinco mulheres desesperadas por um casamento. “Para conseguir, fazem promessas, trezenas e até simpatias em clamor ao santo casamenteiro”, diz.

Amaral ressalta que a Cultura Popular sempre foi o maior referencial do grupo Imbuaça.  “E já que estamos no período junino, nada como uma boa comédia alusiva à religiosidade. Assim, também tornaremos vivos os costumes regionais um tanto esquecidos pelas novas gerações”, declara.

O elenco de “Antônio meu Santo” é formado pelos artistas Isabel Neves, Rita Maria, Lizete Feitosa, Tete Nahas, Ana de Paula e Tonhão. A direção é do próprio Lindolfo Amaral e a dramaturgia, de Valdice Teles. A atriz, que hoje completaria idade nova, também estará sendo homenageada, já que é a primeira aparição do grupo após o seu falecimento.

“É o primeiro espetáculo remontado após a perda da Valdice. A ela, o nosso agradecimento pelos seus 25 anos de luta por uma identidade teatral, que hoje se mantém inspirada nos elementos da Cultura Popular Nordestina”, concluiu ainda o diretor.

A apresentação, que já foi aclamada pela crítica no último Festival Internacional de Teatro, realizado no ano passado em Belo Horizonte, acontecerá no pátio interno do CULTART e a entrada é franca.

Paralelamente a peça, está sendo realizada a V Exposição de Altares “Antônio – Tempo, Amor e Tradição”. O trabalho é coordenado pelo professor Otávio Luiz Cabral que abordará até o dia 30 de junho a iconografia de Santo Antônio através de estandartes, nichos e pinturas. As produções foram confeccionadas por artistas sergipanos, instituições e pelos alunos de Artes Visuais da Universidade Federal de Sergipe – UFS.

Por Núbia Santana e Raquel Almeida
 


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais