Veículos que marcaram época atraem público diversificado na Orla

0
Evento reúne mais de 300 veículos de todo Nordeste (Fotos: Portal Infonet)

A praça de eventos da Orla da Atalaia, nesse final de semana, tem remontado um cenário das décadas do século passado. Desde a noite da sexta-feira, 1º, o local recebe o Encontro Nordestino de Veículos Antigos (Eneva), que pela primeira vez acontece em Aracaju. Veículos que marcaram as décadas dentro do período de 1920 e 1990 estão em exposição e têm atraído um público diversificado desde que iniciado o evento.

Clássicos da Ford se espalham por toda a praça de evento. A marca foi bastante popular no século passado, no Brasil. Os fuscas não ficam por baixo. São dezenas deles, de todas as cores e designers. Alguns veículos ostentam placas pretas. Isso significa que pelo menos 80% do carro permanece com sua originalidade. Esses, especificamente, participam de uma competição de maior originalidade. O resultado sai na noite deste sábado, 2.

Kenedy: número de participantes é recorde neste evento

Para Kenedy Fonseca, o evento tem proporcionado boas emoções para os apaixonados por automobilismo. “É um recorde de veículos no Eneva, são 300 reunidos aqui. Temos aqui alguns exemplares de forbicas da década de 20, temos o fusca mais antigo do Brasil, que é do ano de 1949. Para quem gosta de automobilismo, com certeza tem sido uma experiência ímpar”, frisou o presidente da Federação Sergipana de Automobilismo.

Alguns modelos ganham um destaque especial. O Galaxie Landau, da Ford, na década de 70, era um carro de luxo. O câmbio ainda era acoplado ao volante. O carro não era referência em potência do motor, mas ostentava uma usina de torque. Alcançava os 100km/h em 15 segundos.

Caminhão da International, de 1958, tem detalhes dignos de um filme de terror

Entre as tantas iguarias, uma especialmente atraía mais olhares. O Caminhão da International NV 184, da década de 1958, com placa de Brasília, mais parecia um protagonista de filme de terror. Impressionar as pessoas, para o presidente da Federação Sergipana de Veículos Antigos é um dos objetivos. “Isso justifica nosso público não ter idade certa. Os mais velhos vêm relembrar o seu passado, os veículos da sua geração, e as crianças ficam impressionadas, passam a admirar esses clássicos”, explica Naelson Rezende.

O evento acontece com apoio da Prefeitura de Aracaju e Sebrae, e segue até as 18h do domingo, 3, com entrada franca na praça de Eventos da Orla da Atalaia. A noite deste sábado terá direito, ainda, a show cover do Elvis Presley, revivendo musicalmente as décadas de um século repleto de referências apaixonantes.

Por Ícaro Novaes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais