Virada Cinematográfica acontece dia 20

0

Os cinéfilos aracajuanos terão mais uma edição da Virada Cinematográfica no próximo dia 20. Desenvolvida pela produtora Cine Vídeo e Educação, a Virada  consiste na exibição de 3 filmes de longa metragem, nos intervalos os espectadores terão acesso a água mineral e café e ao final haverá um café da manhã completo. A Bomboniere do cinema fica aberta durante as sessões.


Esta será a última deste ano e já tem definido dois filmes que serão exibidos. O segundo filme a ser exibido é revelado somente na hora da sessão. Às 23h59 será exibido ‘Como Esquecer’,- Filme Nacional inédito e que causou uma certa polêmica.

 

Logo após este filme acontece um intervalo e depois exibição do filme Surpresa. E o último filme, que está programado por volta das 4h é ‘Coco Chanel e Igos Stravinsky’ fechando a programação por volta da 4h.

 

Os ingressos estão a venda nas Lojas Tools Company do Shopping Jardins com preço único de R$ 15,00 até o dia 15. E R$ 20,00, depois desta data. Já no dia do evento o valor é R$ 25,00.


Confira sinopses dos filmes:

 

COMO ESQUECER

Brasil, 2010, Drama, 99 Minutos, 16 Anos

Direção: Malu De Martino 

Elenco: Ana Paula Arósio, Murilo Rosa, Natália Lage,  Bianca Comparato e mais…

Sinopse: Júlia (Ana Paula Arosio) é uma professora de literatura inglesa, 35 anos, que luta para reconstruir sua vida depois de viver uma intensa e duradoura relação amorosa com a enigmática Antônia.

Em meio a uma série de conflitos internos e diante da necessária readaptação para uma nova vida, não disfarça sua dor enquanto narra suas emoções.

Ao longo do filme ela vai encontrando e se relacionando com outras pessoas que também estão vivendo, cada uma a seu modo, a experiência de ter perdido algo muito importante em suas vidas.

Uma trama instigante que fala de pessoas comuns enfrentando os desafios de superar as dores do passado e buscar uma nova chance de encontrar a felicidade.

 

“Como Esquecer” lida abertamente com o tema da homossexualidade. De uma forma simples e sem cair em clichês, o filme fala sobre amor e como amar pode ser difícil. Os personagens e os seus conflitos envolvem o espectador, afinal, cada um de nós tem perguntas sobre o passado, são pessoas e momentos que reaparecem, nos obrigando a lidar com eles. E, às vezes, especialmente quando o amor está em questão é tão difícil esquecer…

O Filme foi baseado no livro “Como Esquecer – Anotações Quase Inglesas” de Myriam Campello.

 

Coco Chanel & Igor Stravinsky

França, 2009, Drama, 120 Minutos, 16 Anos

Direção: Jan Kounen

Sinopse: Paris 1913, Coco Chanel, envolvida no trabalho e apaixonada pelo charmoso e bem sucedido Arthur ‘Boy’ Capel, comparece ao Théâtre des Champs-Élysées, onde Igor Stravinsky mostra pela primeira vez a sua sinfonia Rite of Spring. Coco fica perplexa pela música de Stravinsky, mas o público odeia e vaia, já que a obra é revolucionária e muito moderna para seu tempo. Stravinsk fica inconsolável. 7 anos mais tarde, Coco e Igor se reencontram, mas em situações opostas. Ela, agora é famosa, rica e respeitada e vive a dor da morte de ‘Boy’, enquanto ele vive em exílio na França após a revolução russa. A atração entre os dois é imediata e elétrica. Coco admira o trabalho de Stravinsky e o convida para se hospedar em sua casa de campo para compor, ele aceita e muda-se com sua mulher e filhos. Então, um intenso romance se inicia entre esses dois artistas na fase mais criativa de suas carreiras.

 

Notas:

 

A atriz Anna Mouglalis é francesa, umas das musas de Karl Lagerfeld e circula por aí sempre com vestidos da Maison Chanel, grife da qual é embaixadora desde 2002.

O filme é mais um dos títulos recentes a contar um pouco da biografia de Chanel. Em “Coco antes de Chanel”, que estreou por aqui no fim de 2009, com Audrey Tautou no papel da estilista, o foco era mostrar a vida de Gabrielle Chanel antes de virar a estilista conhecida como Coco Chanel. Já no longa “Coco Chanel e Igor Stravinsky”, a história concentra-se apenas no affair entre a criadora do “pretinho básico” e o autor da famosa sinfonia “A Sagração da Primavera”.

O filme é uma adaptação do livro homônimo, escrito pela inglesa Chris Greenhalgh e lançado em português recentemente.

Todo o figurino de Anna Mouglalis, como não poderia deixar de ser, é assinado pela Maison Chanel e foi feito especialmente para o longa, em um processo de criação que envolveu de perto Karl Lagerfeld, no comando da grife desde 1983.

Uma curiosidade: foi durante seu romance com Stravinsky que Chanel lançou seu icônico perfume Chanel Nº5.

Comentários