XoteBaião prepara novo show

0

A banda XoteBaião surgiu quase que por sorte. Seu fundador, Vinicius Nejaim, recebeu uma proposta irrecusável e, ao mesmo tempo, desafiadora: escrever uma música em dois dias. A idéia de formar uma banda apareceu em maio de 2001, quando Vinícius prestava uma entrevista para uma TV local. Para o São João deste ano, a XoteBaião está preparando um novo show. Só no próximo mês, a agenda dos rapazes tem 20 apresentações marcadas, incluindo a Bahia e outros Estados. A música carro-chefe desse ano é “Vou estar aqui”.

 

“Um amigo perguntou por que eu não fazia uma música de forró já que eu compunha outros tipos de música. Eu disse a ele que nunca havia tentando. O mesmo me fez uma proposta tentadora, disse que se eu fizesse a música em dois dias, a mesma faria parte do CD do Forrozão da FM Sergipe. Topei o desafio e a música ‘Me dá uma Chance’ iniciou a trajetória da banda”, relembra Vinícius. Assim, meio que por acaso nasceu o conjunto.

 

Vinícius, que já era vocalista de um outro grupo, o finado “Os Humildes”, convidou Yuri Lobão, que também fazia parte da outra banda. Depois de uma consulta à irmã, Vinícius recebeu a sugestão de um nome que pudesse representar a cultura sergipana. A partir daí, veio a primeira apresentação em público, organizado por uma emissora de rádio local. “Podemos dizer que foi um começo e tanto”, explica o vocalista. Hoje, integram a XoteBaião Yuri Lobão, Van Silva, Eugênio, Moabe Hasem, Pharinha e Vinícius.

 

O primeiro CD do grupo foi gravado após a assinatura de um contrato com uma gravadora Polymusic, de Recife. A música de trabalho foi “Me dá uma Chance”, que praticamente fez com que a banda estourasse. Logo depois, vem “Sentimento Maluco”, que ajudou a dar continuidade ao trabalho bem-sucedido.

 

Este ano, os meninos só têm a comemorar. “Está sendo abençoado pra nós. Estamos conquistando outros mercados. Já fizemos alguns shows importantes fora de Aracaju, com Calcinha Preta e Calypso e outro com Flávio José e Timbalada, em Salvador. A receptividade foi maravilhosa. Já estão nos chamando de ‘A Banda do Caranguejo’ em virtude do momento do show em que utilizamos passos de quadrilha adaptados ao show”, comemora Vinícius.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais