“Zé” Duarte lança novo CD na Aperipê

0

José Duarte Filho, músico, cantor, instrumentista e compositor nordestino, popularmente conhecido como “Zé Duarte”, visitou a instalações da Fundação Aperipê, na segunda-feira, 18, para divulgar o lançamento do seu mais novo trabalho, o CD intitulado “Retrato de um forró”. O artista participou ainda, em entrevista ao vivo, dos programas Forró no Asfalto (AM) e do Seleção Brasileira (FM).

Pernambucano, natural da cidade de Guaranhuns, Zé Duarte foi erradicado e, há 41 anos, reside em São Paulo. “Sou pernambucano, moro em São Paulo, mas de coração Sergipano”, definiu assim Zé Duarte seu carinho por Sergipe.

Para comemorar seus 32 anos de muito forró pelo país, o cantor, visitou Sergipe para, como de costume, mostrar seu mais novo disco. “Todo ano lança meus CD”s de aniversário de carreira no nordeste, principalmente em Sergipe. E esse ano não podia ser diferente. Além de que sinto muito carinho pela Aperipê e pela cantora e locutora Clemilda. O apoio dessa emissora é fundamental para qualquer artista, sendo ele sergipano ou não”, destacou.

Em seu 32° CD, intitulado “Zé Duarte, Puro Pé de Serra. Gonzaguiando – Retrato de um forró”, o músico homenageia o cantor e compositor Luiz Gonzaga. No total, são 15 músicas, sendo duas faixas bônus: “Pense neu”, “Fogo sem fuzil”, “Xote das meninas”, “Assum preto”, “Olha pro céu”, “Numa sala de reboco”, “São João na roça”, “Ovo de codorna”, entre outras. “Esse CD é um resgate a cultura nordestina e ao forró de raiz, através de uma homenagem ao inesquecível rei do baião, Luiza Gonzaga”.

Carreira

“Zé” Duarte iniciou sua carreira artística no ano de 1979, na cidade de São Paulo, quando fundou o trio de forró pé de serra, “Os três nortistas”. Ele iniciou sua carreira como compositor, o que o proporcionou maior visibilidade como músico, já que muitos artistas famosos da época cantavam letras de sua autoria em sua apresentações. Como resposta para essas participações, o seu sucesso como cantor veio na década de 80, o que estimulou, posteriormente, a sua carreira solo.

Entre os inúmeros sucessos desse cantor – gravados em 16 vinis e 16 CD”s -, no forró de raiz, estão: “Salete”, “A rima”, “Kadet”, “Comunguei”, “O paiacan”, “O gambá”, “Biquini” e “Sabiá”.

Fonte: Ascom Aperipê

Comentários