280 famílias serão assentadas em Fazenda Nova Esperança

0
(Foto: Ascom Incra)

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) receberá oficialmente na manhã da próxima sexta-feira,21,a escritura pública do imóvel rural Fazenda Nova Esperança. O evento, que será realizado na sede da própria fazenda, marcará a conquista de um imóvel considerado emblemático, que dará lugar a quatro projetos de reforma agrária com capacidade total para abrigar a 280 famílias.

Localizada entre os municípios de Cristinápolis, em Sergipe, e Rio Real, no estado da Bahia, a Fazenda Nova Esperança, vistoriada pelo Incra em 2012 e classificada como produtiva, teve sua obtenção pelo modelo convencional de desapropriação inviabilizada.

Com base no Decreto nº 433, que permite a aquisição de áreas consideradas de grande interesse social, o Incra conseguiu um acordo com o proprietário da fazenda, assegurando a sua aquisição para a implantação de quatro novos projetos de assentamento. “A aquisição de imóveis por meio dessa modalidade, de compra e venda, é fundamental em situações como essa, da Fazenda Nova Esperança. Além de promover uma melhor distribuição fundiária, com todos os benefícios sociais que isso traz, ela ameniza os focos de tensão existentes na região e evita o surgimento de novos conflitos agrários. É, sem dúvida, uma grande vitória para a reforma agrária”, analisou André Luiz Bomfim Ferreira, superintendente regional do Incra em Sergipe (Incra/SE).

Nova Esperança

Terceiro imóvel adquirido pelo Incra/SE para a criação de projetos de assentamento somente este ano, a Fazenda Nova Esperança apresenta condições favoráveis ao desenvolvimento da pecuária e ao plantio de milho, mandioca e laranja.

“As famílias que serão assentadas nestes projetos, que ocuparão a área da Fazenda Nova Esperança, já iniciarão suas atividades assessoradas por uma equipe de assistência técnica do nosso programa de Ater. Queremos estimular a produção e oferecer alternativas, como a adoção da matriz agroecológica e a estruturação de um projeto de agroindústria, por exemplo. O objetivo é dar todo o suporte para que o assentamento ganhe autonomia e as famílias construam sua própria renda”, afirmou Ferreira.
Para a aquisição dos 2918 hectares de extensão do imóvel, foram investidos pelo Incra R$ 26 milhões.

Dentre os quatro projetos, dois serão implantados em Rio Real, consolidando-se como as primeiras áreas de reforma agrária do município.

Fonte: Ascom Incra

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais