Acese discute crescimento econômico em Sergipe

0

Evento aconteceu nesta sexta-feira, 19 (Fotos: ASN)
Um balanço do crescimento econômico registrado no estado de Sergipe nos últimos quatro anos. Esse foi a pauta da palestra proferida nesta sexta-feira, 19, pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo, Jorge Santana, durante mais uma edição do ‘Almoço com Empresários. O evento, que reuniu inúmeros representantes do empresariado sergipano no Hotel Mercure, é uma promoção da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese).

Em sua fala, o secretário fez uma breve apresentação sobre o apoio que vem sendo oferecido, pelo Governo do Estado,

Secretário Jorge Santana
através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo (Sedetec), às micro e pequenas empresas. “Implementamos uma política inovadora que beneficiou sobremaneira o acesso às compras públicas”, afirma Jorge Santana.

Ainda com relação a esse apoio, o secretário falou sobre a criação do Fórum Estadual das Micro e Pequenas Empresas. “O fórum busca sensibilizar também outros agentes, públicos ou não, para que tratem de forma especial os micro e pequenos negócios”, defende.

Desenvolvimento

Outro importante assunto tratado por Jorge Santana durante sua apresentação foi a criação dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) e do seu núcleo estadual. “Elegemos 10 APLs para receberem planos de desenvolvimento. Para cada um deles, há uma agenda a ser cumprida, um conjunto bastante vasto de ações a serem executadas”, explica ele.

Em sua fala, o secretário ressaltou também a criação, pelo Governo do Estado, dos Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs), espaços voltados à oferta de cursos profissionalizantes e serviços tecnológicos que têm como objetivo a transferência de conhecimento. “A ideia é construir um conjunto de CVTs com especialidades definidas, para auxiliar na capacitação de mão-de-obra e na difusão da tecnologia”, diz.

A reestruturação e interiorização da Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) foi um dos pontos altos da palestra. “Tivemos uma mudança no conceito da junta, que antes funcionava apenas como um cartório de registro de empresas. Além disso, este ano inauguramos também a Central Fácil”, conta o secretário.

Indústria

Durante a palestra, Jorge Santana tratou também de assuntos relacionados à política industrial empreendida pelo Governo e da importância da atração de novas indústrias para o estado. “Com uma política específica nessa área, procuramos identificar as principais cadeias produtivas de Sergipe, além de buscar investidores em eventos setoriais, como feiras”, declara.

Ainda sobre o assunto, foram apresentados alguns números que revelam o crescimento do setor industrial sergipano. “Somente com a Azaléia, foram criados mais de 4 mil empregos. Na Dakota, fábrica que já foi ampliada três vezes, 1.200 postos de trabalho foram criados”, revela. Jorge Santana lembra também que a Crown Cork representa um dos maiores investimentos da iniciativa privada em Sergipe nos últimos anos.

Tecnologia

O trabalho do Instituto Tecnológico e de Pesquisas do Estado de Sergipe (ITPS), da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec) e do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec) também foi bastante elogiado pelo secretário, que enfatizou o incentivo dado pelo Governo do Estado ao setor de tecnologia. “Desde 2007, foram lançados na área 44 editais públicos, enquanto que de 2001 a 2006 foram apenas 16. É importante citar, também, que são concedidas mais de 500 bolsas, inclusive de mestrado e doutorado, uma iniciativa pioneira no estado”, ressalta Jorge Santana.

O secretário falou ainda sobre a importância do SergipeTec para o Sistema Estadual de CT&I. “Tivemos também este ano a inauguração da Biofábrica de Mudas Vegetais e do Laboratório de Apoio Tecnológico, fruto de um investimento de mais de R$ 2 milhões”, destaca ele.

Turismo

Sobre o tema do turismo, o secretário fez questão de lembrar a recriação e reestruturação da Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), que havia sido extinta durante o governo anterior. “A Emsetur vem divulgando Sergipe de forma bastante agressiva como destino turístico, inclusive com participação ativa do setor privado”, afirma.

Jorge Santana ressaltou também o visível aumento do fluxo turístico em Sergipe nos últimos anos. “Em 2006, a movimentação no nosso aeroporto foi de 560 mil turistas. Este ano, devemos ter mais de 1 milhão de embarques e desembarques”, conta o secretário.

Avaliação

Para o presidente da Acese, Sadi Gitz, Jorge Santana fez, em sua palestra, um elucidativo balanço do crescimento econômico registrado no estado nos últimos quatro anos. “O secretário, que já foi presidente desta casa, apresentou de forma brilhante o trabalho realizado pela Sedetec, que na minha opinião rendeu frutos bastante positivos para o desenvolvimento de Sergipe, avalia Gitz.

Também estiveram presentes no almoço, que contou com mais de 200 participantes, a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, o presidente do Banese, Saumíneo Nascimento, e o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Aracaju (CDL), Samuel Schuster, entre outros empresários.

Fonte: ASN

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais