Agências aguardam fechamento de pacotes turísticos

0
Profissionais das agências aguardam maior adesão de público a partir da próxima sexta, 5 (Fotos: Portal Infonet)

A contagem regressiva para o Carnaval 2016 é a mesma feita pelos empresários das agências de turismo em Sergipe. Segundo a gerente comercial Tirzah Duarte, que atua na Nozes Tour, Orla de Atalaia, o costume de deixar para última hora o fechamento de pacotes para os principais roteiros locais é comum entre turistas, público que mais adere aos serviços nesta época do ano.

“A perspectiva é de impulsionar as vendas a partir da próxima sexta-feira, 5, tendo entre os dias de sábado e terça a chegada do maior público consumidor. Com base em consultas feitas em hotéis da capital, as estadias estão lotadas e isso já representa uma boa notícia para as agências de turismo”, destacou a gerente.

Tirzah destaca ainda os passeios mais preferidos pelos turistas que chegam à Sergipe em busca de tranquilidade e descanso. Quem optar pelo Barco da Folia, que sai do Iate Clube às 10h e retorna às 13h, passando pela Atalaia Nova e Barra dos Coqueiros, paga uma taxa de R$ 65 por pessoa. Entre os mais pedidos, o passeio para Mangue Seco, que ocorre das 7h30 às 17h, custa R$ 130 por pessoa, com direito a almoço.

Estratégia

Mariana Leite investe na junção de pacotes para instigar a adesão de turistas

O Cânion de Xingó, de acordo com Tirzah, que dura das 7h às 19h30, é o grande roteiro turístico dos que chegam à Sergipe. O passeio custa R$ 170 por pessoa e dá direito ao transporte e ao passeio de catamarã. A gestora de negócios Mariana Leite, da Padrão Tur, para facilitar a dinâmica das vendas tão comuns nos momentos prévios do Carnaval, a junção de pacotes se torna uma alternativa promissora.

“Quem contrata o serviço de locação de veículo, que custa em média R$ 120 a diária no período carnavalesco e R$ 103 a depender do período, ganha uma hora de passeio de bicicleta. Além disso, estaremos disponibilizando um serviço virtual para instigar as vendas antecipadas e facilitar a vida de quem chega à Sergipe num período como esse”, destacou a Mariana, que ressalta também o tabelamento de valores cobrados para os roteiros sergipanos mais procurados.

Por Nubia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais