Agricultores têm até sexta-feira para ir aos bancos regularizar dívidas

0

Agricultores familiares e assentados da reforma agrária que aderiram à renegociação das dívidas do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e que ainda não começaram a pagar sua dívida têm até esta sexta-feira, 15, para procurar o banco onde fizeram empréstimos para regularizar sua situação.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário, são quase 200 mil agricultores que devem procurar os bancos até o fim da semana.

De acordo com o diretor de Financiamento de Proteção da Secretaria de Agricultura Familiar, João Luiz Guadagnin, esse é o primeiro passo para que os agricultores possam sair da inadimplência.

“Na maior parte dos casos, o agricultor deve dar apenas 1% da dívida. São valores relativamente pequenos, entre R$ 10 e R$ 50. Para que se beneficie da lei, ele precisa comparecer ao banco até sexta-feira e pagar o sinal que ele tem que dar”, disse.

O diretor executivo do Banco do Brasil, Reinaldo Yokoyama, disse que mesmo que os agricultores tenham assinado um papel manifestando interesse em regularizar a dívida é indispensável ir ao banco e fazer a regularização da dívida.

“Temos um grande número de produtores que ainda não fizeram isso. Se o produtor não for ao banco, vai perder os benefícios da lei e, se, depois disso, ele ficar inadimplente, possivelmente vai ficar com o nome sujo na praça e não vai conseguir acessar o Pronaf ou qualquer outra linha de crédito”, explicou Yokoyama.

Mais de 650 mil agricultores aderiram à renegociação da dívida e, destes, 15% ainda não fizeram o pagamento da primeira parcela.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais