Água de Coco pode ser encontrada a R$ 3

0

Valor do produto assusta comerciantes (Fotos: Portal Infonet)
Ir a Orla de Atalaia tomar água de coco e curtir a praia, parar em uma barraca de ambulantes no Centro da capital e se refrescar com o produto. A tradição do sergipano em consumir coco verde está mais cara nessa época do ano. De acordo com os vendedores o coco fica mais caro entre os meses de dezembro a março, época de maior calor na capital sergipana.

Há oito anos comercializando o produto em um dos pontos mais frequentados por turistas, a Orla de Atalaia, João Augusto dos Santos, diz que a alta é a maior dos último cinco anos. “Está muito caro. Estou comprando o coco a R$ 0,90 o cento, por isso tenho que revender a R$ 2 cada unidade. Consigo vender 500 por semana, mas as pessoas reclamam dizendo que está muito caro”.

Na Orla é o coco verde é encontrado a R$ 3, e o batido a R$ 5. Na Central de Abastecimento de

O coco verde é encontrado até R$ 3 na Orla
Aracaju (Ceasa) vendedores reclamam do valor e dizem que parte do produto está sendo comprado do Platô de Neópolis. “Estou comprando o cento a R$ 0,80. Para vender, quando é em grande quantidade, dá para fazer a R$0,90, mas a unidade sai a R$ 1. As pessoas vêm e reclamam muito do valor, mas é impossível vender mais barato porque só de frete pagamos R$ 400”, observa Antônio Menezes da Cunha.

O comerciante que trabalha com as vendas no Ceasa há mais de 16 anos também afirma que essa é a maior alta dos últimos anos. “Está caro demais, o pior é que quando as pessoas reclamam a gente não têm como não dar razão. A esperança de baixar o valor é somente depois de março, quando deve voltar a R$1,50 para o consumidor”, diz Menezes.

Cronologia

Em 2006 o preço do produto era encontrado a R$0,50. Em 2007 o produto era adquirido por R$0,70 o cento. De 2008 a 2009 o valor do coco teve variações de R$1 até R$1,50. 

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais