Apesar da queda de consumo, valor do gás pode aumentar

0

O Gás Natural Veicular poderá sofrer novo reajuste. A possibilidade de aumento foi divulgada pelo Sindicato do Comércio de Derivados de Petróleo (Sindipese) mesmo após a publicação do relatório que indica a diminuição do consumo do gás natural em Sergipe. Os dados do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socio-Econômicos (Dieese) revelam que  a queda foi de -3,03% na utilização total do gás e estagnação no setor veicular.

O economista do Dieese, Luiz Moura, afirma que o aumento será prejudicial para os postos de gasolina. “Se não houver políticas de promoção que incentivem o consumidor a utilizar o GNV, o consumo será desestimulado. Dessa maneira, o próximo carro que o cidadão comprar com certeza não será adaptado para o gás”, afirma Luiz.

Economista Luiz Moura
Luiz também destaca a falta de incentivo do Governo Federal. “As políticas governamentais impuseram aumentos regulares de três em três meses. É claro que o Governo Federal desestimula o consumo do setor automotivo”, afirma o economista.

As empresas de conversão para GNV também têm sofrido com a diminuição da utilização do gás. De acordo com o gerente-geral de uma dessas empresas, Thadeu Henrique, a procura pela conversão da gasolina para o GNV diminuiu drasticamente no último ano. “Infelizmente, a diminuição da procura foi de 30% a 45% no último ano. Entretanto, é preciso destacar que a economia com o GNV ainda é grande. Em comparação à gasolina, pode-se chegar a 45% de economia”, destaca  Thadeu.

Wellington Nascimento ainda vê vantagens
A possibilidade de aumento do gás natural também não agrada os profissionais que necessitam utilizar o combustível para trabalhar. Os taxistas esperam que alguma ação seja tomada pelo poder público. Wellington Nascimento afirma que o GNV ainda é vantajoso para os taxistas, mas os aumentos não deverão ser constantes. “O Ministério Público precisa intervir. Os aumentos não podem ser feitos a qualquer momento”, diz o taxista.


Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais