Após começo difícil, CDL vê recuperação da economia no final do ano

0
CDL se vê otimista para a recuperação da economia sergipana a partir do final de 2020 (Foto: arquivo/ Portal Infonet)

Após um grande período de ‘tempestade’, a Câmara dos Dirigentes Lojistas em Sergipe (CDL/SE), vê bonança para a economia a partir do final do ano. Segundo o presidente da entidade, Brenno Barreto, os motivos para o otimismo estão na ação do Governo do Estado em antecipar o 13° salário para servidores e aposentados, além do anúncio de investimento em estradas e rodovias.

“Eu costumo dizer que essa antecipação do 13° salário é dinheiro na veia da economia. Atinge todas as cadeias produtivas”, salienta Brenno. Na sua visão, essa medida trará um grande fôlego para os empresários e comerciantes, possibilitando, por exemplo, a geração de empregos. “Com esses recursos liberados, o comércio tende a fazer contrações importantes, principalmente para atender a demanda de fim do ano, que geralmente é muito intensa”, destaca.

O presidente da CDL, Brenno Barreto (Foto: arquivo pessoal)

Ainda segundo Brenno, a estimativa é que entre o final deste ano e início do próximo a economia sergipana tenha o aporte de grandes recursos. “Com a antecipação do 13°, teremos em média R$1,4 bilhão. Mais 1 bilhão de investimentos em rodovias e estradas, que irá aquecer a construção civil, teremos um total de R$ 2,4 bi. É um importante recomeço”, destaca.

Contratações

O presidente da CDL diz ainda que é geralmente a partir do mês de outubro que o comércio já inicia as fases de contratações e planejamentos para a reta final do ano. “Os chamados empregos temporários já irão começar a surgir a partir da próxima semana. E eles têm a possibilidade de serem efetivados”, salienta. “Em 2019, por exemplo, houve a contratação de aproximadamente 1.200 pessoas neste período. Esperamos que este ano esse número seja maior. Acreditamos que o pior já passou”, pontua Barreto.

por João Paulo Schneider 

Comentários