Aprovados 599 no concurso de nível superior do BNB

0

O concurso de Técnico de Nível Superior do Banco do Nordeste aprovou 599 candidatos, de um total de 5.705 inscritos. O resultado foi divulgado no Diário Oficial da União de 19 de junho de 2006, e pode ser consultado também nos sites do Banco (http://BNB.gov.br) e  da Associação Cearense de Estudos e Pesquisas – Acep, entidade responsável pela realização do certame, (http://concursos.acep.org.br/BNB2006).

De acordo com o edital nº 01/2006, de 24 de março deste ano, o Banco do Nordeste do Brasil oferece inicialmente 95 vagas, distribuídas nas áreas de formação de Advogado (20 vagas), Analista de Tecnologia da Informação (40 vagas), Economista (05 vagas), Engenheiro Agrônomo (20 vagas), Engenheiro de Segurança do Trabalho (02 vagas) e Médico do Trabalho (08 vagas).

O BNB convocará os aprovados no concurso, por correspondência, a ser remetida, via Correios, para o endereço informado na ficha de inscrição, com base na disponibilidade de vagas. Em caso de mudança de endereço, o candidato deverá alterar esse dado junto ao BNB, no endereço eletrônico clienteconsulta@bnb.gov.br.

 

Vantagens e Jornada de Trabalho

O ocupante do cargo de Técnico de Nível Superior do BNB terá remuneração base R$ 1.893,81. Além dessa remuneração fará jus a uma gratificação situacional, quando do término do período do contrato de experiência, na forma da regulamentação interna.

Os candidatos convocados pelo BNB gozarão dos direitos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), poderão participar em planos assistenciais de saúde e de previdência complementar e terão oportunidades de ascensão e desenvolvimento profissional, de acordo com as normas vigentes para o quadro de funcionários do Banco.

A jornada de trabalho será de seis horas diárias, totalizando 30 horas semanais, no caso dos Técnicos de Nível Superior Advogado, Analista de Tecnologia da Informação, Economista, Engenheiro Agrônomo e Engenheiro de Segurança do Trabalho; e de quatro horas diárias, num total de 20 horas semanais, no caso do Médico do Trabalho.

Comentários