Aracaju continua com cesta básica mais barata

0

Setembro registrou alta no valor da cesta básica em 14 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Os preços subiram com destaque para Salvador (3,67%), Rio de Janeiro (3,62%), Vitória (3,39%) e Fortaleza (3,13%). Retrações foram encontradas em Natal (-1,28%), João Pessoa (-1,13%) e Aracaju (-0,80%), que continua com a cesta básica mais barata do país.

Apesar de um aumento relativamente pequeno (1,17%), Porto Alegre continuou a ter o maior custo para os gêneros básicos – R$ 243,73.  Em São Paulo, onde a cesta subiu 2,30%, seu valor manteve-se ligeiramente menor (R$ 241,08). Manaus (R$ 228,76), Vitória (R$ 225,35) e Florianópolis (R$ 223,73) tiveram os valores mais elevados seguintes. As cestas mais baratas foram encontradas em Aracaju (R$ 173,56), João Pessoa (R$ 181,23) e Fortaleza (R$ 185,12).

Os alimentos componentes da cesta alimentar essencial tiveram aumentos generalizados, principalmente no período de 12 meses. O óleo de soja ficou mais caro em 16 capitais, de agosto para setembro. As maiores taxas foram verificadas em Salvador (9,83%), Brasília (9,61%), João Pessoa e Recife (7,87%) e Goiânia (7,73%). Manaus (0,88%) e Aracaju (0,43%) apresentaram as menores elevações e, em Natal, houve redução de -2,39%.

Com informações do Dieese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais