Até 2010 Petrobras deve investir R$ 3,6 bilhões em SE

0

Os investimentos no montante de R$ 3,6 bilhões previstos pela Petrobras para aplicação em Sergipe no quadriênio de 2007 a 2010, foram destacados na Câmara pelo deputado federal Albano Franco, ao anunciar a perfuração de novos poços em terra e na plataforma continental, com estimativa de elevação da produção de petróleo em Sergipe, na ordem de 70 por cento, passando de 44 mil barris atualmente para 75 mil barris diários até 2010.

Para Albano, que apresentou retrospecto histórico da presença da Petrobras em Sergipe desde os anos 60, esses novos investimentos da estatal atestam o extraordinário potencial do Estado na produção de petróleo.

Só no campo terrestre de Carmopolis, o pioneiro do Estado, serão aplicados RS 730 milhões com a perfuração de 168 novos poços, que já no próximo ano produzirão 26 mil barris diários e vão gerar 3.400 empregos diretos e indiretos. Serão feitos investimentos também na plataforma continental, onde a Petrobras domina a alta tecnologia de perfuração de poços em águas profundas.

No campo de Piranema, a Petrobras vai utilizar pela primeira vez no mundo uma plataforma flutuante em formato cilíndrico. Com a exploração desse campo pioneiro, a 37 km de Aracaju, em 2008, a Petrobras vai produzir mais 26 mil barris diários e serão gerados 35 empregos diretos e indiretos.

O deputado Albano Franco anunciou também que, ainda dentro do cronograma de investimentos da Petrobras em Sergipe, na plataforma continental, serão perfurados 27 novos poços em águas rasas, nos campos de Camorim e Dourado, com expectativa para se produzir 14 mil e 300 barris diários, até 2013.

Essas novas perfurações irão demandar a instalação de mais 3 novas plataformas, cujos investimentos totalizarão R$ 1,3 bilhões, com a geração de 2.500 empregos diretos e indiretos.  Albano tem a expectativa de que o novo campo de Piranema venha a se transformar numa nova bacia de Campos, com a possibilidade de transformar o Brasil em exportador de petróleo.

Por Ivan Valença

Comentários