Atendimento bancário suspenso a partir de terça-feira

0
Bancários fecharão agências em todo o país (Foto: Arquivo Portal Infonet)

A partir da próxima terça-feira, 6, o atendimento ao público nas agências bancárias estará suspenso, por tempo indeterminado. Consequência da greve dos bancários anunciada pela categoria, que afetará bancos privados, estaduais e federais em todo território brasileiro.

Em Sergipe, o Sindicato dos Bancários realizará uma assembleia preparatória na noite da segunda-feira, 5, na sede da entidade que representa os interesses dos empregados dos bancos, para organizar as atividades que serão realizadas na terça-feira e nos dias seguintes, segundo informações da presidente do sindicato, Ivânia Pereira.

Conforma a sindicalista, a greve é fruto da falta de acordo com a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), que apresentou 6,5% para o reajuste salarial e um abano no valor de R$ 3 mil para toda a categoria, pago integralmente no ato da assinatura do acordo salarial. Mas os bancários, em todo país, rejeitaram esta proposta, entendendo que o percentual estaria bem abaixo da inflação acumulada nos últimos doze meses, avaliada, conforme a presidente do Sindicato dos Bancários, em 9,74%. “É uma maneira de humilhar o trabalhador, dentro daquilo de que com banana e bolo e se engana os tolos”, conceitua a presidente do Sindicato dos Bancários do Estado de Sergipe.

De acordo com a sindicalista, os sindicatos pleiteiam reajuste de 14,74%, que contemplaria a inflação acumulada e proporcionaria 5% de ganho real.

Em nota publicada na página da instituição na internet, a diretoria da Febraban informa que somados o abono e o reajuste, a proposta patronal representa um aumento, na remuneração, de 15% para os empregados com salário de R$ 2,7 mil, de 12,3% para aqueles com remuneração de R$ 4 mil e, para os salários de R$ 5 mil, o índice proposto equivale a 11,1%.

Ainda na nota, a Febraban esclarece que as “soluções encontradas na mesa de negociação variam conforme a conjuntura econômica e que a proposta apresentada neste ano responde a condições específicas pela qual passa a economia brasileira”.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais