Auditores não gostaram do acordo com a Brahma

0

Auditores de tributos fiscais que estavam em greve por melhores salários e condições de trabalho mostraram pouca satisfação com o Governo do Estado no caso do acordo para permanência da Brahma em Estância.

 

Pelo que ficou acertado em novembro do ano passado, por mais 10 anos a Ambev recolherá aos cofres do Estado apenas 6% do que deveria pagar de ICMS. A perda, para o Estado, dizem os auditores, gira em torno de R$ 2,5 milhões por mês.

 

Por Ivan Valença

Comentários