Balanço de 2006 aponta queda na cesta básica

0

Luiz Moura
O valor da cesta básica de Aracaju no mês de dezembro teve uma queda de 5,38% e no ano de 2006 foi de -5,29%. A informação é do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que ressalta que a cesta da capital sergipana fechou o ano em R$137,61.

“Em dezembro de 2006, quatro capitais registraram aumento no custo da cesta básica e em 12 localidades houve queda. As mais expressivas verificaram-se em Florianópolis -5,43%, Aracaju queda de -5,38% e Curitiba, que diminuiu 5,34%”, diz o economista do Dieese, Luiz Moura.

2006

A variação de preços do conjunto de gêneros alimentícios essenciais foi negativa em 2006, em 13 das 16 capitais onde o Dieese realiza, mensalmente, a pesquisa nacional da cesta básica.

“Das 16 capitais que pesquisamos, o custo da cesta básica subiu em três capitais no ano de 2006: Natal, Goiânia e Belém. Tivemos queda em praticamente todos os produtos, mas tivemos aumento no óleo de soja”, diz o economista Luiz Moura.

Este comportamento é bastante diferente do apurado em 2005, quando todas as localidades pesquisadas tinham registrado aumentos no custo da cesta que variaram entre 0,15% e 16,16%.

Já para 2007, a expectativa do Dieese é que continue a existir um crescimento na safra de 2007 mesmo podendo ter influência da seca, comum no Nordeste. “O que preocupa são os primeiros meses por conta das chuvas em São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, que podem afetar a safra e os transportes, mas que não deve afetar ao Nordeste. Aqui poderemos ter problemas com a seca e de especulações com os problemas do Sudeste do país”, diz Moura.

Menor do país

Este ano o preço da cesta básica em Aracaju foi o menor do país por um mês. De acordo com Moura, a causa desta baixa foi a conjunção de alguns fatores, a exemplo da inauguração de um novo supermercado que influenciou na concorrência. 

Comentários