Bancários podem parar por tempo indeterminado

0

José Souza não descarta possibilidade de greve por tempo indeterminado
Ainda hoje, os bancários realizam assembléia na sede do sindicato da categoria, às 18h30, para avaliar os ganhos da mobilização. De acordo com José Souza, presidente do Sindicato dos Bancários, existe a possibilidade de ser deflagrada uma greve por tempo indeterminado com indicativo já para esta sexta-feira, 3.

“Em alguns Estados, já se decidiu pela realização de greve por tempo indeterminado e não descartamos essa possibilidade para Sergipe”, informa. Bancários de todo o Estado cruzam os braços durante esta quinta-feira, 2. Apesar disso, os Pontos Banese e os postos de auto-atendimento continuam funcionando. 

O presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe aconselha a população a não utilizar os serviços bancários neste dia. “Em dias normais, já há problemas técnicos no auto-atendimento. Em dia de greve, numa ocorrência dessas, a pessoa não vai ter a quem recorrer, pois os técnicos que cuidam das máquinas não trabalham”, explica. Ele também argumenta que os cidadãos também estarão mais sujeitos a ações de criminosos, já que os vigilantes que fazem a segurança das

agências também estão paralisados. 

Os bancários paralisaram as atividades para reivindicar a elevação do piso salarial nacional para o valor de R$ 1.497. Além disso, os bancários desejam reposição de perdas mais ganho real salarial, totalizando um aumento de pouco mais de 13%. Souza conta que a classe patronal cedeu aumento de 7,5%, referente apenas à reposição das perdas. “Os banqueiros foram o setor que mais faturou na economia brasileira e agora eles se recusam a dar um salário digno aos trabalhadores”, avalia Souza.

Por Zeca Oliveira e Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais