Bancários querem a implantação de um plano de segurança

0
Agência bancária danificada por criminosos em setembro de 2014 (Foto: arquivo Portal Infonet)

Os casos envolvendo explosões a caixas eletrônicos e assaltos a agências bancárias reacenderam as discussões em torno da segurança neste tipo de estabelecimento em Sergipe. Nos últimos dias, foram registrados crimes em Arauá, Japaratuba, Capela e Nossa Senhora do Socorro. A Polícia Civil de Sergipe ainda não tem informações sobre o paradeiro dos suspeitos.

Os problemas na fragilidade na segurança das agências podem ser minimizados, segundo o Sindicato dos Bancários do Estado de Sergipe (Seeb/SE), com a implantação de um Plano de Segurança Bancária, resultado de um projeto piloto desenvolvido pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) em parceria com todos os sindicatos do país.

A presidente do Seeb/SE, Ivânia Pereira, explica que o projeto traz diversos pontos importantes, entre eles, o aumento de dos instrumentos de segurança bancária. “O projeto prevê a instalação de biombos entre os caixas eletrônicos e as salas de atendimento e também para os vigilantes. Ele também propõe a implantação de vidros blindados nas agências, além de seguranças nas salas de autoatendimento enquanto elas estiverem funcionando”, detalha.

Ivânia Pereira conta que os resultados do projeto, cuja implantação no estado de Pernambuco apresentou resultados positivos, motivou a Seeb a apresentar tais ações à Secretaria de Segurança Pública do Estado de Sergipe. “O secretário Mendonça Prado nos recebeu e nos ouviu. Falamos do projeto e também pedimos a instalação do Comitê Estadual de Segurança Bancária, que deve ser formado pela própria SSP, Polícia Federal, Seeb, Bancos e empresas de segurança que contratam os vigilantes. Queremos ações preventivas e que a Segurança Pública aja para que não ocorre essas episódios”, revela.

O delegado Jonatas Evangelista, diretor do Complexo de Operações Especiais, que investiga este tipo de crime em Sergipe, conta a Secretaria de Segurança Pública tem dado orientações e feitos diversas reuniões com os representantes das agências bancárias, que também já estão seguindo orientações da Fenaban.

Ainda de acordo com o delegado, a Polícia Civil não chegou aos suspeitos, mas continua atuando nas investigações.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais