Banco do Brasil quer dobrar financiamento imobiliário em 2011

0

O presidente do Banco do Brasil (BB), Aldemir Bendine, disse hoje, 17, que recebeu orientação da presidenta Dilma Rousseff para que a maior instituição financeira do país invista mais no crédito para o setor produtivo privado e também em financiamentos imobiliários. “A presidenta tem uma boa imagem do banco”, afirmou ele, em entrevista coletiva concedida em São Paulo para divulgação dos resultados de 2010. “Ela pediu para manter a eficiência. Nos pediu também um direcionamento mais forte para o investimento privado”.

Segundo Bendine, esse investimento privado é o de empresas brasileiras interessadas em ampliar seus negócios. É também o investimento de cidadãos que compram sua casa. Ele disse que o BB já apóia os dois tipos de clientes e pretende continuar apoiando.

A carteira de crédito imobiliário do banco, por exemplo, dobrou no ano passado. Em dezembro de 2009, era de R$ 1,5 bilhão. Chegou em dezembro de 2010 a R$ 3 bilhões. “A ideia é dobrar em 2011”, acrescentou Bendine, sobre os planos para este ano. Já o crédito para empresas cresceu 19,3% e passou de R$ 125,3 bilhões para R$ 149,8 bilhões. Para 2011, o banco estima um crescimento entre 17% e 20%.

Só em investimentos de empresas, Bendine disse que o BB avalia pedidos de empréstimos que somam R$ 85 bilhões. Ele disse, entretanto, que cerca de R$ 20 bilhões devem ser aprovados. Com isso, serão beneficiados projetos para construção de portos, plataformas de exploração de petróleo e o setor agropecuário.

Com informações da Agência Brasil

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais