Banese aposta em gestão estratégica e planejamento integrado

0
” Menos é mais”, diz Luciano Sampaio, gerente de desenvolvimento do Banese (Fotos: Portal Infonet)

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) reúne nesta quarta-feira, 10, seus colaboradores e parceiros na 7º edição do Planejamento Integrado investindo em gestão estratégica. Desse encontro, participam as equipes que atuam nas áreas de Tecnologia da Informação (TI) e de Negócios para definir as principais ações para os próximos três meses.

O gerente da Área de Desenvolvimento do Banese, Luciano Sampaio, ressalta a importância de focar em determinados projetos para proporcionar maior agilidade em suas ações. Segundo ele, ao compactar os projetos o trabalho flui de forma mais integrada e com resultados dentro do prazo esperado.

Leonardo Sousa, gerente de tecnologia, ao lado de Jumara Mendonça, superintendente de TI do Banese

E o gerente de Tecnologia do banco, Leonardo Sousa, concorda que esse modelo é participativo, com equipes mais motivadas e integradas. “Para se ter uma ideia, em um dia e meio de planejamento o número de tomada de decisões é muito maior do que se a gente fizesse mais de 100 reuniões no banco. É importante ter esse compromisso porque as equipes conversam, discutem as prioridades e por estarem tomando decisões em conjunto, a assertividade tem uma probabilidade de ser maior”, aponta.

Jumara Mendonça, superintendente de TI do Banese, acrescenta que esse planejamento tem a finalidade de alinhar as soluções de TI às metas de negócios e às necessidades da organização, bem como apresentar os recursos tecnológicos para facilitar a tomada de decisão pelos gestores da instituição. Sendo assim, a Superintendência de TI pode avaliar e adaptar as projeções para os próximos projetos.

Viviane Nogueira, gerente de projetos da Infonet,: “a integração das equipes facilita o trabalho “

Como parceira do Banese no desenvolvimento e manutenção de vários sistemas relativos a canais de atendimentos, a Infonet esteve presente na reunião. “O planejamento integrado contribui para que os prestadores de serviço consigam desempenhar um trabalho melhor e eficiente. Nesse modelo de negócio, as demandas são atendidas com agilidade e dentro da expectativa do cliente”, explica Viviane Nogueira, gerente de Projetos da Infonet.

 

Comentários