Banese participará de projeto de financiamento de R$ 30 milhões para produtores rurais

0

Reunião tratou do desenvolvimento do projeto em Sergipe (Foto: Ascom/Banese)

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) vai participar do Projeto Dom Távora, que contará com financiamento do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (Fida), órgão das Nações Unidas, para a promoção de negócios para pequenos produtores rurais do Estado.

A informação é do diretor de Crédito de Desenvolvimento do Banese, Edson Caetano, que esta semana recebeu a visita de um representante das Nações Unidas para tratar do projeto, que envolve recursos de cerca de US$ 30 milhões.

Segundo o diretor do Banese, o Governo de Sergipe já recebeu autorização do Governo Federal para desenvolver o “Projeto Dom Távora”, que será viabilizado por financiamento do Fida na ordem de US$ 16 milhões (54%), com contrapartida do Governo do Estado de Sergipe no montante de US$ 11 milhões (37%) e participação dos beneficiários com US$ 2,6 milhões, totalizando um investimento de US$ 29,6 milhões.

“O Banese vai participar deste projeto de parceria com o Fida, que está sendo desenvolvido pelo Governo de Sergipe, através de suas secretarias de Estado, como a de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Agricultura, entre outras. Dentro desse projeto, o Banese, além de ser um agente repassador de recursos, também poderá criar uma linha de crédito específica para os produtores, para complementar esse financiamento”, informou Edson Caetano.

Ao lado do gerente da Área de Microcrédito do Banese, Ednilson Nunes Góis, o diretor do banco recebeu, esta semana, a visita do consultor da Área de Crédito do Fida, o italiano Massimo Pera, que está em Sergipe para negociar o financiamento do Projeto Dom Távora. O representante das Nações Unidas estava acompanhado pelo coordenador do Projeto Dom Távora, o engenheiro agrônomo Eduardo Cabral Barreto, e pela técnica do projeto, Ana Lúcia Lima Fernandes, ambos da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário do Estado (Emdagro).

De acordo com Eduardo Barreto, o projeto deverá ser aprovado em dezembro deste ano pelo Fida, estando o repasse dos recursos previsto para abril de 2011. A Emdagro será a agência executora do Dom Távora e com esta finalidade estabelecerá, em sua estrutura, a Unidade de Gestão do Projeto. A Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), como órgão máximo do setor público agrícola e rural do Estado, desempenhará o papel de agência principal do projeto.

O projeto

O Projeto Dom Távora, assim chamado em homenagem ao ex-bispo de Aracaju, Dom José Vicente Távora, terá como público alvo os produtores rurais pobres, com ou sem terra, dando atenção especial aos colonos da reforma agrária, mulheres e jovens. Ele será realizado em 15 municípios sergipanos: Aquidabã, Brejo Grande, Canhoba, Carira, Graccho Cardoso, Ilha das Flores, Japoatã, Neópolis, Nossa Senhora Aparecida, Pacatuba, Pinhão, Poço Verde, Santana do São Francisco, Simão Dias e Tobias Barreto.

Ascom/Banese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais