Banese registra crescimento nas transações on-line

0

As operações via internet banking atingiram a marca de 688.355 mil (Fotos: Divulgação Banese)
O Banese registrou crescimento no número de transações efetuadas pela sua internet em novembro de 2010. O saldo representa avanço de 11,43% em relação ao mês de outubro do mesmo ano. Acredita-se que a mobilidade da internet e a oferta de novos serviços como o Crédito-Rápido contribuiram para que mais clientes fossem atraídos para o canal.

De acordo as estatísticas de transações do banco, naquele mês as operações via internet banking atingiram a marca de 688.355 mil frente a 616.507 mil transações efetivadas em outubro. Com base nisso, pode-se concluir que foram feitas 71.848 mil operações on-line a mais em novembro, ou seja, um crescimento de 11,43% em relação a outubro.

Ana Paula Vasconcelos, gerente da Área de Canais do Banese
O crescimento também se deu no número de contas cadastradas no canal, atualmente existem 385.935 mil correntistas usando o serviço. O número de clientes que possuem senha cadastrada no internet banking para transação financeira é 10.393 mil.

Internet banking

A internet banking posiciona-se como o segundo canal eletrônico mais utilizado pelos correntistas do Banese. Entre a gama de serviços oferecidos, está o Crédito-Rápido e os pagamentos com débito em conta corrente de faturas de água, luz telefone, IPTU e outros conveniados, com ou sem código de barras.

Segundo Ana Paula Vasconcelos, gerente da Área de Canais do Banese, o banco investiu cerca de R$ 30 milhões em tecnologia dotando a instituição de condições para assimilar essa demanda. “Investimentos em segurança, associados à melhoria na usabilidade e ampliação dos serviços oferecidos nos canais eletrônicos do Banese contribuíram ativamente para o crescimento do uso desses canais”, afirmou Ana Paula.

Fonte: Ascom Banese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais