Banese registra lucro de R$ 83,6 milhões em 2019

0
Ativos de crédito e volume captado seguem crescentes (Foto: arquivo ASN)

O Banco do Estado de Sergipe S.A. (Banese) divulga o resultado consolidado do quarto trimestre e de seu balanço de 2019. No ano, o lucro líquido acumulado do Banese cresceu 34%, alcançando 83,6 milhões. Em 2018, o banco tinha obtido um lucro de 62,5 milhões.

O resultado positivo é fruto da consolidação do Banese no Estado, com 100% de presença nos municípios sergipanos, e da oferta completa de produtos e de serviços financeiros.
O volume de operações de crédito no Banese cresceu 18% na comparação anual, totalizando R$ 2,8 bilhões aportados na economia, enquanto no Sistema Financeiro Nacional (SFN)  a evolução foi de apenas 6,5%. Os ativos totais seguem em crescimento com R$ 5,5 bilhões e captações totais na marca dos R$ 4,8 bilhões, reforçando assim a confiança da sociedade sergipana no Banese.
A instituição financeira encerrou o quarto trimestre com incremento em suas receitas e com patrimônio líquido de R$ 433,9 milhões. “Os números demonstram que estamos trilhando um caminho sólido de crescimento. Seguimos lançando produtos e serviços, e procurando simplificar a vida de nossos clientes através de soluções financeiras inovadoras”, afirma o presidente do Banese, Fernando Mota.
O banco finalizou 2019 com 879.623 clientes, 63 agências, 194 Pontos Banese e 493 Caixas Eletrônicos. A utilização dos canais de autoatendimento continua sendo a forma preferida dos clientes Banese, com um total de 82,4% das transações realizadas até o mês de dezembro. Houve um incremento de 10,29% na quantidade de transações realizadas no Internet e Mobile Banking, assegurando maior comodidade para os clientes e mais agilidade na aquisição de produtos e serviços.
O conglomerado econômico do Banese é composto pelo Banese e pela Sergipe Administradora de Cartões e Serviços Ltda (SEAC). Adicionalmente fazem parte do grupo: a Banese Corretora e Administradora de Seguros, o Instituto Banese de Seguridade Social (SERGUS), a Caixa de Assistência dos Empregados do Banese (CASSE) e o Instituto Banese.
Mercado em transformação
O novo modelo de atendimento da rede de agências, os negócios gerados através dos Correspondentes no País, o lançamento de novos produtos e serviços disponibilizados por meio dos canais de autoatendimento são apontados pela administração do Banese como fatores determinantes para os resultados alcançados em 2019 e para acompanhar as transformações que o mercado bancário tem passado.
“Alinhado ao nosso plano estratégico, temos um contínuo investimento em programas de aprendizagem, no aprimoramento dos processos e na estrutura de governança corporativa, gestão de riscos e transparência. Nossas ações proporcionam aos clientes um Banese mais moderno e digital, com produtos e serviços inovadores que garantem agilidade, segurança, praticidade, e cooperam para o aumento da solidez da Instituição e dos resultados sustentáveis”, avalia o diretor de Controles e Relações com Investidores, Helom Oliveira da Silva.
Incentivo à Cultura
Através do Instituto Banese, o banco tem realizado ações e investimentos voltados para os interesses da comunidade e promoção do desenvolvimento científico, tecnológico, econômico, artístico, socioambiental e cultural do estado. O Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda é o projeto máster da instituição e reforça o papel social do Banese como grande incentivador das diversas linguagens da cultura sergipana.
Em 2019, o Instituto Banese apoiou ações e projetos de instituições da sociedade civil que beneficiaram 54.268 pessoas. O Museu da Gente Sergipana recebeu um total de 102.573 pessoas e foi o primeiro ano em que o público de visitantes ultrapassou a quantidade de cem mil pessoas, e totalizou 691.027 visitantes desde sua inauguração em 2011.
Parceria com a Elo 
O lançamento de um cartão aceito em todo o Brasil foi uma das principais marcas da parceria firmada entre o Banese, a Seac, administradora do cartão de crédito Banese Card, e a Elo, empresa de tecnologia de pagamentos.
A parceria faz parte do plano de expansão do Conglomerado e atende aos anseios dos clientes de terem um cartão aceito em todo o Brasil e também internacionalmente, através do produto viagem Elo, com as bandeiras Elo e Discover. A parceria com a bandeira Elo ampliará a aceitação do cartão Banese Card para 190 países e 43 milhões de estabelecimentos.

 

Fonte: assessoria do Banese 

 

Comentários