BNB seleciona projetos de pesquisa para combate ao novo coronavírus

0

O Banco do Nordeste selecionou 17 projetos de pesquisa e inovação que propõem soluções de combate ao novo coronavírus (Covid-19) e para os quais serão destinados R$ 5 milhões. Os projetos selecionados participaram de edital do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), lançado pelo Banco do Nordeste com objetivo de apoiar a pesquisa e inovação em ambiente produtivo para o combate à pandemia e aos seus efeitos sobre o sistema de saúde, de bem-estar social e produtivo.

Os recursos são não reembolsáveis e contemplam micro e pequenas empresas e empresas de pequeno-médio porte de cinco estados do Nordeste – Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe – e são oriundos (Fundeci), administrado pelo BNB.

Ao todo, foram inscritos 195 projetos. Das empresas selecionadas, sete são do Ceará, quatro, de Pernambuco, três, da Bahia, duas, do Rio Grande do Norte, e uma, de Sergipe.

As propostas de pesquisa e inovação abrangem o desenvolvimento de soluções como higienização à base de probióticos e de ácido cítrico para inativação do vírus em ambientes públicos; diagnóstico rápido da doença a custo competitivo; monitoramento em tempo real integrado a IoTS (internet das coisas) e wearables para controle de aglomerações; automatização do processo de prescrição de medicamentos baseado em blockchain, sistemas de telemedicina, dentre outras.

O resultado está disponível no portal do Banco do Nordeste, no endereço: https://www.bnb.gov.br/web/guest/fundeci/editais .

Sergipe

Em Sergipe, o projeto selecionado é o E-Lesson – Plataforma Digital de Ensino Personalizado, da Ruanceli do Nascimento Santos ME. O objetivo da iniciativa é aprimorar a plataforma e disponibilizá-la para acesso público por meio de endereço eletrônico e nas lojas de aplicativo AppleStore e PlayStore. Serão produzidas atividades para as disciplinas Português, Matemática e Ciências, do Ensino Fundamental, por meio de aplicativo para as plataformas Androide e IOS. As licenças do E-Lesson serão fornecidas gratuitamente para alunos de escolas públicas.

Fonte: BNB

Comentários