Briga pela presidência atrasa seguro dos pescadores

0
Pescadores foram protestar na frente da Colônia Z1 (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã dessa quarta-feira, 14, pescadores de Aracaju estavam reunidos na porta da Colônia Z1, localizada na rua 7 de Setembro, Centro, reivindicando uma solução para o recebimento do  seguro-defeso. Existe uma briga interna  pela presidência da colônia entre Adenilton Bezerra, conhecido como Ninho e Hamilton João de Oliveira.

De acordo com o pescador, Edilson Dute, desde o mês de abril eles esperam um documento do INSS determinando as datas do recebimento. “Nós fizemos o requerimento e aguardamos o INSS mandar para a Colônia um documento com os prazos de pagamento. Já tem dois meses que a gente deveria está recebendo, mas até agora nada”, explicou.

Ainda segundo ele, a situação está assim por um problema interno da Colônia e uma falta de resposta do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). “O problema é que duas pessoas se apresentaram como presidente no INSS.  Já o INSS diz que só pode resolver a situação quando tivermos um representante legal”, relatou.

Quem também reforçou essa informação foi a marisqueira Cistina Maria da Silva. “O que acontece é que temos um presidente que a justiça mandou voltar, que é o Hamilton e um que foi eleito em assembleia, que é o Ninho. Essa decisão está registrada em ata. O INSS disse que ia analisar e só depois mandar um requerimento. E enquanto isso, nós estamos sendo prejudicados, sem dinheiro”, lamentou.

Requerimento para recebimento do defeso foi feito em abril

INSS

De acordo com a assessoria do INSS, duas pessoas se apresentaram como presidente. Um eleito de fato,  e outro que tentou destituir o presidente, apresentando uma ata. A procuradoria do INSS recebeu o documento para avaliação e o resultado saiu hoje pela manhã, determinando que todo o trâmite seja resolvido com o presidente legal da Colônia Z 1, Hamilton João de Oliveira.

Ainda de acordo com a assessoria todo trâmite para o cadastramento do defeso está dentro do prazo legal e que existe um termo de cooperação entre o INSS e as Colônias onde tudo é tratado com o presidente, representante legal.

Por Alcione Martins

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais