“Cadeirinha” começa a ficar em falta no comércio

0

Modelo pode chegar até a R$ 800 dependendo do fabricante (Fotos: Portal Infonet)
Faltando apenas dois dias para a resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que exige o uso de cadeirinhas nos veículos de passeio entrar em vigor, as lojas de Aracaju começam a dar sinais da falta do produto em estoque. Em algumas lojas o valor médio é de R$ 215 para o assento e R$ 390 para a cadeirinha, mas o preço da unidade pode chegar até a R$ 800 dependendo da marca ou do fabricante.

De acordo com o proprietário de uma loja de produtos infantis Rodrigo Cruz, o fornecimento está deixando a desejar. “As poucas unidades que temos, e o único fornecedor que conseguimos, só entregam após um mês do pedido. Essa semana o estoque da loja deve acabar e as cadeirinhas que encomendamos só irão chegar no final de setembro”, diz.

Loja no Centro vende cerca de 10 cadeirinhas por dia (Fotos: Portal Infonet)
Segundo Rodrigo, a loja vende cerca de dez cadeirinhas por dia. “Está havendo uma grande procura, as pessoas estão correndo atrás para ver se encontram, pois o produto realmente está em falta em todo o comércio”, conta o comerciante

Suely Silva Santos comenta que pesquisou em seis lojas antes de encontrar a cadeirinha com um valor razoável. Ela afirma que por conta da grande procura o preço disparou. “Estava procurando uma cadeirinha com encosto e não estava encontrando em loja nenhuma, onde eu achava o valor era bem mais caro, cheguei a pesquisar produtos com valor de até R$ 800”, revela.

A mãe confessa ainda que somente tomou conhecimento do vigor da resolução no último sábado, 28. “Eu estou comprando a cadeirinha com o encosto que é mais confortável, mas quase

Lojista afirmou que o fornecimento do produto está demorado
nenhuma loja tem com assento. Resolvi comprar logo porque eu só soube que a lei iria entrar em vigor no sábado, através de uma reportagem aí só consegui em um preço bom. Nas outras lojas não tem o assento e os modelos são mais caros”, pondera Suely.

Multa

A resolução que passaria a vigorar em maio deste ano foi prorrogada justamente para que as pessoas tivessem mais tempo para equipar seu veículo de passeio com o item de segurança. Todas as crianças de até sete anos e meio terão de ser transportadas com equipamentos de retenção dentro dos veículos.

Suely disse que pesquisou em seis lojas antes de decidir pela compra
Os motoristas que não respeitarem a nova decisão podem chegar a ter o veículo retido, além de serem multados em R$ 191,54. Uma punição de sete pontos na carteira também serão medidas realizadas.

Por Bruno Antunes

 

 

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais