Catadores de mangaba vão recorrer ao MP

0

Reunião aconteceu na sede da Embrapa em Aracaju
Como estava previsto, aconteceu na Sala de Reuniões da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), uma reunião entre representantes da entidade e catadores de mangaba do bairro Santa Maria, que lutam para permanecer no local.  A categoria está preocupada com a informação de que a Prefeitura de Aracaju vai utilizar a área para dar prosseguimento à construção de imóveis. Na tarde desta segunda, o pessoal da Embrapa esteve nos sítios de mangabas para fazer o mapeamento da área.

Segundo o presidente da Associação de Catadores de Mangabas de Aracaju, Artêmio Santos, a informação agora é de que será construído um parque preservando as mangabeiras.  “Caso construam mesmo um parque como o da Sementeira, não nos interessa mais ficar e a solução seria que a prefeitura começasse as indenizações.  Já pensou um parque aberto onde todo mundo pode entrar e pegar as mangabas? Não tem sentido”, entende.

Artêmio (centro): “ação no Ministério Público”
Ele disse ainda que nos próximos dias, os representantes dos catadores de mangaba vão entrar com uma ação no Ministério Público na tentativa de encontrar uma solução para os cerca de 50 catadores que sobrevivem da mangaba no bairro Santa Maria.

A assessoria de Comunicação da Prefeitura de Aracaju informou recentemente ao Portal Infonet que a área era de propriedade da União, mas foi cedida à Prefeitura que a utilizará para expansão habitacional, além de estar estudando alternativas para o desenvolvimento de projetos sociais para aquela comunidade.

Por Aldaci de Souza

Comentários