“Celigate” ganha repercussão nacional

0

O acordo milionário entre o governador Albano Franco (PSDB) e a Construtora Celi, que aqui ficou conhecido como “Celigate”, chocou muitos sergipanos no início dessa semana. Nessa quinta-feira, dia 27, a sujeira chegou ao público de todo o país através do Jornal Nacional, da Rede Globo. O noticiário trouxe uma reportagem traçando o percurso dos R$ 11 milhões pagos à Celi. Desses, segundo o Jornal Nacional, R$ 7 milhões foram parar na conta de uma empresa paulista, a Trans-Zacon, que fez a transferência de R$ 6,9 milhões para uma conta aberta na capital pernambucana em nome de José Nilton de Souza, o tesoureiro da campanha do governador sergipano. Esse dinheiro público, além de ajudar a pagar a campanha eleitoral de 1998, foi desviado em parte para a conta pessoal do governador, no Banese. A irregularidade foi confirmada quando o Ministério Público Federal, a Receita Federal e a Polícia Federal investigavam um acordo judicial entre a construtora Celi e o governo do Estado. O único posicionamento público de Albano Franco foi uma nota, divulgada na edição de terça-feira desse noticiário e na primeira página dos principais jornais locais.

Comentários