Cesta básica de Aracaju custa R$ 172, 40

0

Aracaju continua com cesta básica mais barata do país, segundo o Dieese
Das 17 capitais onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realiza a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, 16 apresentaram aumentos de preços em outubro. Em quatro cidades, o aumento superou os 5%; em três, o aumento ficou entre 4% e 5%. As maiores altas ocorreram em Curitiba (5,78%), Goiânia (5,64%) e Belo Horizonte (5,50%). A única capital onde a cesta básica registrou queda nos preços foi Aracaju (-0,67%).

O custo da cesta de alimentos básicos em Aracaju atingiu o menor valor entre as capitais pesquisadas, chegando a valer R$ 172,40. A queda mensal foi de -0,67%, sendo que, considerado o período de janeiro a outubro deste ano, a alta foi de 1,90% e de 2,53% nos últimos 12 meses.

Em outubro, o arroz tomate queda de -4,00%, enquanto o acucar despontou com o maior aumento (8,94%). Os demais produtos tiveram as seguintes variações: oleo (2,98%), feijao (0,63%), leite (0,61%), carne (0,49%), café (0,0%), arroz (-3,90%), banana (-2,91%), pão (-2,56%), manteiga (-0.09%).

O trabalhador aracajuano com rendimento salarial correspondente ao salário mínimo precisou, em outubro, cumprir uma jornada de 74 horas e 22 minutos para comprar a cesta de alimentos essenciais. Em setembro, a jornada era de 74 horas e 52 minutos e em outubro de 2009 era de 79 horas e 33 minutos.

Apesar de não ter registrado a maior variação mensal em outubro, a capital com o maior custo para os produtos alimentícios essenciais foi São Paulo, onde a cesta básica custou R$ 253,79. Porto Alegre registrou o segundo maior valor (R$ 247,21) e Curitiba o terceiro (R$ 231,96). Além de Aracaju, as cestas mais baratas foram encontradas também em João Pessoa (R$ 186,34) e Fortaleza (R$ 193,38).

Com informações do Dieese

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais