CJE-SE celebrará aniversário de 10 anos com solenidade

0
Evento acontece nesta terça-feira, 7, a partir das 19h (Foto: divulgação)

Incentivar, capacitar e fomentar o empreendedorismo entre os jovens. Essas foram as missões que o Conselho de Jovens Empreendedores (CJE), vinculada à Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) e à Confederação de Jovens Empresários (Conaje), cultivou ao longo dos seus 10 anos de existência. Em alusão à data de fundação, o Conselho realizará solenidade comemorativa nesta terça-feira, 7, às 19h, no auditório do Sebrae. Na ocasião, haverá lançamento do selo dos Correios com a marca dos 10 anos, além de homenagem aos parceiros da Semana Global do Empreendedorismo (SGE) 2014.

De acordo com o presidente do CJE-SE, Danilo Barreto, a entidade contribuiu com milhares de jovens, auxiliando-os na vida empreendedora. "Nós sempre buscamos ajudar e orientar os jovens, além de estimulá-los junto ao movimento. Eu  falo empreender em um sentido amplo. Tanto profissionalmente, tanto quanto ser humano. Durante esses anos, o Conselho vem cumprindo seu papel que é difundir a cultura empreendedora nos nossos jovens", diz.

Pioneiro no movimento, o primeiro presidente do CJE e hoje membro do Conselho Federal de Administração (CFA), Diego da Costa relembra como conheceu o movimento. "Conheci o movimento de jovens empresários através dos amigos Itamar Amaral e Cristiano Cunha. Os meus amigos moravam em Brasília  e fui apresentado a Cristiane Hanashiro, jovem empresária e diretora da Conaje. Conheci em seguida o Presidente da Confederação, Doreni Caramori e o Diretor de Expansão, Junior Vilanova. Os dois diretores realizaram uma palestra em Aracaju para apresentar o movimento que contou com a presença de vários jovens. Diante do acontecimento, em 2005 tive o apoio da Acese, na época dirigida pelo Empresário Jorge Santana e os demais da diretoria".

Diego menciona que para criar o Conselho também contou com a parceria de Paulo Paulo Cunha, Fernando Cunha, Iêdo Flávio, Manuel Diniz, Felippo Paulini, entre outros jovens que fundaram o movimento, totalizando 20 membros. Questionado sobre a consolidação, ele diz que acredita no associativismo através de uma ação continuada.

Braço forte no movimento nacional, o CJE realizou diversas atividades. Ocorreram visitas empresariais, almoço de negócios, uma Reunião Ordinária e encontros nacionais promovidos pela Conaje, a primeira edição do Feirão do Imposto no Shopping Jardins, além do I Encontro de Jovens Empreendedores (EJE).

Para Diego, o movimento é indispensável para oxigenar as associações, sindicatos, federações,  confederações e formar novos empreendedores, além de acreditar na renovação política. "Precisamos de novos empreendedores em todas as organizações do Brasil. Destaco a atuação dos presidentes que trabalharam nos últimos anos pelo Conselho: Fernando Cunha, Iêdo Flávio, Dilermando Júnior e Danilo Barreto. Todos realizaram projetos importantes para manter a chama do empreendedorismo acesa. Vejo o CJE como a organização responsável pelo futuro das organizações em Aracaju. É indispensável construir novos caminhos para fortalecer o associativismo sempre", pontua.

Metas e Desafios

Dentre as metas do Conselho em 2015, está colocar em prática os novos projetos. "Jpa fizemos o lançamento do Agrojovem e vamos criar um movimento em Japaratuba. Vamos também aprimorar as demais ações que fazem parte do nosso calendário anual", afirma Danilo.

Sobre dar passos mais ousados e se tornar instituição independente, o presidente explica que a por enquanto, a gestão faz parte da Acese, entidade que ajudou a conquistar credibilidade, respeito e parcerias. "O momento atual é interiorizar e criar outros movimentos independentes, a exemplo do CDL Jovem, Fórum de Jovens Lideranças, Associação de Jovens Empreendedores, entre outros".

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais