Com a greve dos bancos, a população recorre as Casas Lotéricas

0

Com a greve dos bancários, a população já faz fila nas casas lotéricas (Fotos: Portal Infonet)

No 10º dia de greve Nacional dos Bancos, a população já sente o prejuízo da paralisação. O consumidor que necessita realizar o pagamento de boleto bancário, contas de cartões de crédito, energia elétrica, água ou telefone, já está sentindo prejudicado com as constantes filas que se formam nas casas lotéricas

Nesta quinta-feira, dia 6, a equipe do Portal Infonet esteve visitando algumas Casas Lotéricas para saber como a população estava reagindo ao fechamento dos bancos.

Para o supervisor de segurança, Fernando Vitorino, a população já se sente prejudicada com o fechamento das agências. “Essa já é a segunda vez que tenho que ir até uma casa lotérica fazer o pagamento, desde o início da greve. Nos bancos apenas o serviço de saque está podendo ser feito nos caixas de auto-atendimento, mas o depósito não está fazendo. Eu [Fernando] não posso fazer greve, mas eles podem”, enfatiza o supervisor.

O supervisor de segurança, Fernando Vitorino, diz que a população já sente o prejuízo  

A mesma opinião tem a dona de casa Maria Vaneide dos Santos, que se diz chateada em ter que enfrentar as constantes filas nas loterias para realizar o pagamento das dívidas. “Sei que a greve é legítima e deve ser feita, mas acho que pelo menos poderiam disponibilizar alguns funcionários para realizar o atendimento nos caixas. Já é complicado chegar às contas sem atrasar, devido à greve dos correios, no entanto ainda temos que se deslocar até uma casa lotérica para fazer o pagamento”, reclama dona Maria.

Em Sergipe, a greve se aproxima dos 80% de adesão dos funcionários e já conta com o fechamento de 145 agências bancárias em todo o Estado, segundo informa o sindicato.

Sindicato

A equipe do Portal Infonet tentou entrar em contato com o presidente do Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB), José Souza, mas não obteve êxito. A informação passada pela assessoria de comunicação do Sindicato é que José Souza estava em uma reunião e não podia se pronunciar. Os bancários voltam a se reunir em assembleia nesta quinta-feira, dia 6, às 17h30. Em pauta, o Sindicato pretende discutir o andamento da paralisação em todo o Estado.

A assessoria acrescentou ainda que a Federação Nacional dos Bancos (Fenabran) apresentou apenas uma proposta de negociação, mas que não agradou os bancários. A federação concedeu 8% de reajuste salarial, sendo que os funcionários reivindicam 12,8%.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais