Com aquecimento do mercado faltam produtos na construção

0

O empresário Ramon Luiz reclama da demora na entrega de alguns materiais (Foto: Portal Infonet)
O crescimento da construção civil tem movimentado as lojas de material de construção. O problema é com o aquecimento no varejo, as fábricas acabam não dando conta da demanda e os preços acabam aumentando. De acordo com o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), da Fundação Getulio Vargas (FGV), o custo da construção no país registrou, de janeiro a outubro deste ano, alta de 6,56%. Nos últimos 12 meses, a elevação foi de 6,97%.

Materiais e equipamentos tiveram alta de 4,94% nos dez primeiros meses do ano, com destaque para instalação elétrica (10,75%), material à base de minerais não metálicos (7,86%) e instalação hidráulica (5,25%). A mão de obra registrou elevação de 8,1% e serviços, de 5,98%.

Quatro capitais apresentaram desaceleração do INCC entre setembro e outubro: Salvador (de 0,05% para 0,02%), Brasília (de 0,26% para 0,03%), Rio de Janeiro (de 0,29% para 0,18%) e São Paulo (de 0,18% para 0,1%). Já em Belo Horizonte (de 0,19% para 0,22%), Recife (de 0,14% para 0,25%) e Porto Alegre (de 0,32% para 0,48%), construir ficou ainda mais caro.

Para o empresário do setor Ramon Luiz Macedo da Silva, as vendas no final do ano sempre superam a média. “Durante todo o ano as vendas são razoáveis. O que acontece é que agora nós estamos tendo dificuldades por conta de alguns materiais a base de cimento, pois as fábricas não estão suprindo a demanda. No mês passado, por exemplo, passamos oito dias sem o material por inviabilidade de entrega”, destaca.

O empresário conta ainda que a produção de cimento em Sergipe está sendo dividida com outros Estados. “É muito complicado de se comprar, pois agora as fábricas de Sergipe, além de suprir o mercado local, estão vendendo para Pernambuco e outros Estados. Com isso, está tendo bastante falta de cimento no mercado sergipano”, conta.

Por Bruno Antunes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais