Combate à sonegação tem dez denúncias em SE

0

Foi deflagrada nesta quarta-feira, 20, a Operação Nacional de Combate à Sonegação Fiscal, coordenada pelo Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas (GNCOC). A operação consiste em uma mobilização nacional de combate à sonegação fiscal e envolve, em 12 Estados e no Distrito Federal, os Ministérios Públicos e as Secretarias de Fazenda.

O Ministério Público do Estado de Sergipe, através do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas, ofereceu 10 denúncias, visando iniciar ações penais em face de quatro empresários, ligadas a empresas dos mais variados ramos, atuantes em todo o Estado. A sonegação fiscal praticada é de R$ R$ 1.615.839,80.

Este é o segundo ano consecutivo em que o GNCOC deflagra este tipo de operação, que em 2009 alcançou a significativa cifra de R$ 4 bilhões de reais de recursos que deveriam ter sido recolhidos aos cofres públicos para serem revertidos em proveito da Sociedade, mas que foram indevidamente desviados em proveito particular.

O GNCOC é um Grupo formado por Membros dos Ministérios Públicos Estaduais e da União e foi criado no ano de 2002, pelo Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG), face o assassinato do Promotor de Justiça de Minas Gerais, Francisco José Lins do Rêgo Santos, vítima da ação armada de uma organização criminosa que atuava no ramo de adulteração de combustíveis. 

A organização tem como objetivo fundamental o combate às organizações criminosas e prima pela interação de seus membros entre si e com diversas Instituições parceiras, dentre elas as Secretarias de Fazenda. O atual presidente do GNCOC é o Procurador-Geral de Justiça de Santa Catarina, Dr. Gercino Gerson Gomes Neto.

Fonte: Ascom/ASMP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais