Comerciários decidem acordo da categoria a partir de julho

0

Domingos e feriados, reajuste salarial e outros benefícios são assuntos que estão há muito tempo na pauta dos comerciários que atendem as lojas do centro e dos shoppings da capital. Nesta terça-feira, 17, representantes das Federações do Comércio (Fecomércio) e dos Empregados no Comércio do Estado de Sergipe (Feconse) estiveram reunidos na Delegacia Regional do Trabalho (DRT/SE) para tratar de um acordo coletivo, mas ainda não foi colocado um ponto final.

Funcionários terão que aguardar até julho para saber se os empresários vão atender a categoria com o piso de R$ 830, conservação de 6% da produtividade, continuação do triênio e quebra de caixa. Segundo o presidente da Fecomércio, Hugo França, “toda negociação vai ser colocada em questão com a categoria a partir de julho. Além dessa, virão outras para tentar um comum acordo. A reunião desta terça foi uma visita de discussão preliminar para estar a par da situação”, ressalta o presidente.   

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais