Comércio já registra aumento de contratações

0

Wolfran Rodrigues:”precisamos aumentar 70% do nosso quadro”
Mesmo com as previsões negativas para o comércio mundial, ocasionadas principalmente pela crise nos Estados Unidos, o otimismo dos comerciantes para as vendas no final de ano é grande. Em algumas lojas, o movimento já cresceu não só por parte das vendas, mas também no número de funcionários contratados para o período natalino.

A média de contratações varia, mas os gerentes das lojas são unânimes ao admitir que já estão admitindo pessoal para o trabalho de final de ano. O número muda de acordo com o tamanho do estabelecimento e o ramo no qual atua. O gerente de uma grande loja de departamento, Wolfron Rodrigues, informou que foi necessário aumentar até 70% do quadro.

“Precisamos chamar duas equipes. A primeira delas entrou no dia 1º desse mês e a segunda no dia 20. O número foi igual ao do ano passado, o que demonstra que não registramos queda no consumo. Nossas expectativas são muito otimistas, já que esperamos crescimento de até 15% de vendas em relação ao mesmo período do ano passado”, falou o gerente, que também afirmou que dos novos

Simone Oliveira:”dedicação para ser efetivada”
funcionários, cerca de oito pessoas devem ser contratadas ao final do período natalino.

Uma das contratadas que espera ser efetivada é Simone Oliveira. Para ela, o emprego de final de ano foi fundamental no orçamento familiar, já que anteriormente ela estava desempregada. Simone fala da estratégia para ser efetivada. “Vou trabalhar com dedicação, atenção e muito profissionalismo”, ensina.

Para alguns lojistas, o período de contratações só começa na próxima semana. É o caso da loja na qual Augusta Aragão é vice-gerente. Mesmo sendo uma empresa de médio porte, a previsão é de quase dobrar o número de funcionários. “Até o final do mês vamos contratar mais seis pessoas para auxiliar as oito que já temos. Para definir o número nos baseamos no ano passado, quando foi exatamente igual”, afirma, com previsões de

aumento no número de vendas entre 10% e 15%.

Augusta Aragão: loja precisará de mais seis pessoas”
CDL

O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Samuel Schuster, ressaltou que o número de contratados para o período de final de ano varia de acordo com o tamanho da empresa. “Temos lojas que são muito grandes e precisam de mais funcionários para atender a sua clientela. Outras contratam pouquíssima gente. Por isso, diria que a média é de 4 a 5%”.

Já com relação ao crescimento do número de vendas, ele confirmou o valor estimado pelos lojistas entrevistados. “Em relação ao ano passado teremos um acréscimo de 10 a 15%.  Só novembro e dezembro costumam registrar um crescimento de até 150% em relação aos meses do mesmo ano”, enfatizou.

Por Letícia Telles

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais