Como escolher eletrônicos no Natal

0

Eletrônicos prometem ser carro-chefe deste natal
Se depender do desejo da maioria dos sergipanos para o Natal de 2008, Papai Noel vai trazer no saco as últimas novidades do segmento de tecnologia. “Os eletrônicos devem ser o carro-chefe nas compras deste final de ano, com menos euforia que em 2007, mas ainda assim será”, confirma o economista Luís Moura.

A jovem Iane Oliviera, por exemplo, vai se dar de presente algo grande, fininho e de pendurar na parede. Mas na hora de escolher a tela de plasma, a dúvida paira. “Tenho medo de comprar uma coisa ruim e depois ficar me dando dor de cabeça. Tem a questão do preço também, fico sempre com a impressão de que poderia ter comprado mais barato”, revela.

Com o objetivo de orientar milhares de pessoas como esta moça, a equipe de jornalismo do Portal Infonet conversou com técnicos gabaritados na área para guiar os compradores a escolherem bem os produtos mais procurados nesta época. Você pode continuar lendo esta reportagem completa ou ir direto para as informações específicas.

 

TV e DVD        Câmera Fotográfica        Notebook e Micro        Som automotivo     

 

TV: Plasma ou LCD?

Fernandes exibe um modelo
Técnico em eletroeletrônica há mais de 20 anos, e prestes a concluir o curso de engenharia de produção, João Fernandes aconselha, primordialmente, que o comprador escolha um aparelho que contenha Full HD, que significa alta definição. Outra dica de Fernandes está relacionada à chegada da TV digital em Sergipe. “É bom adquirir um aparelho que já contenha, internamente, o conversor”, afirma.

Para quem acha que os modelos de televisor mais recentes estão fora do poder aquisitivo, o especialista alerta. “O mesmo preço que se pagava em um aparelho convencional de 29 polegadas há pouco tempo, se compra uma tela de 26. Você perde três polegadas, mas ganha em qualidade de imagem e espaço no ambiente”, diz.

Para aqueles que ficam na dúvida entre plasma e LCD, Fernandes esclarece. “São duas tecnologias diferentes, e a escolha vai depender da necessidade do consumidor. O LCD, por exemplo, é melhor para ambientes claros e consome menos energia. Já o plasma, é melhor para a alta definição, além de ser superior em ângulo de visão”, explica.

DVD: melhor esperar  

Ao ser questionado sobre aparelhos de DVD, Fernandes foi categórico. “Está saindo uma nova geração de DVD chamada Blu Ray, que vai ser uma febre. Quem vai comprar uma TV full HD, por exemplo, é melhor esperar a chegada deste produto no mercado sergipano. É uma nova tecnologia que eleva a qualidade de som e imagem”, conta.

Câmera fotográfica

Filippe destaca tela de cristal líquido e CCD
O fotógrafo Filippe Araújo cita uma tela de cristal líquido grande, para boa visualização, e um bom CCD como os melhores artifícios para quem quer comprar uma câmera boa e com preço mais em conta. “O CCD fica dentro do aparelho e, quanto maior, melhor será a imagem. Por isso é bom se atentar a ele”, diz.

Araújo ainda desmistifica o pixel como o principal artifício de uma máquina fotográfica digital, pelo menos para amadores. “Muita gente acha que é a coisa mais importante numa câmera, e não é. O pixel está relacionado ao tamanho da imagem, mais levado em conta por profissionais”, explica.

Com R$ 500 é possível comprar uma excelente câmera amadora. Já para quem quer começar a trilhar o caminho do amadorismo, Filippe indica as marcas Canon e Nikon como as que possuem mais funções para melhor desempenho. “Mas aos marinheiros de primeira viagem, a principal dica é pesquisar muito antes de comprar”, aconselha.

Notebook e microcomputador

Técnico fala sobre processadores, memória e preço ideal
Experiente técnico em informática, Adauto Santos dá as dicas para o consumidor que pretende comprar um microcomputador ou notebook no fim do ano. A primeira delas diz respeito ao processador. “No notebook é mais difícil de fazer atualizações, por isso a importância do processador. Pode escolher um Celeron, Sempron ou Turion. Um 2.0 já é interessante”, diz.

As orientações são direcionadas às pessoas com pretensões básicas em relação ao aparelho. Outro fator bastante relevante apontado por Adauto é a bateria, no caso dos portáteis. “Tem que ver se a bateria tem seis células, no mínimo. Tem marca por aí que negocia mais barato, mas a bateria vem com apenas quatro células, o que reduz bastante o tempo útil da máquina”, explica.

Em relação à memória, um giga já é o suficiente para um consumidor básico, diz o técnico. “Tem gente que acaba pagando R$ 300, R$ 400 mais caro em uma máquina porque tem um ou dois gigas a mais, sendo que para colocar separadamente a memória ele vai gastar na faixa de uns R$ 60 ou R$ 80”.

Para quem vai optar pelo computador de mesa, muita atenção aos componentes. “Teclado, de preferência, ergonômico e com teclas sensíveis ao toque. Tela de LCD com um tempo baixo de resposta. As mais novas tem oito milésimos de segundo, por exemplo”, conta. Um bom notebook pode ser adquirido na faixa de R$ 1400 e um micro de qualidade pelo preço de R$ 900.

Som automotivo

Alexandre dá dicas para a compra de um som automotivo
Marca do produto é palavra-chave na hora de comprar um som para automóvel. De acordo com Alexandre da Silva Freitas, 15 anos na área de instalação de som, produtos fabricados por empresas pouco conhecidas só dão dor de cabeça. “Dá problema com facilidade, não tem boa sintonia  e a diferença de preço para um bom som não é tão grande”, diz.

 

Na hora de adquirir o aparelho, muita atenção à importância das informações de duas siglas contidas na embalagem e no manual: PMPO e RMS. “Geralmente, os fabricantes estampam um PMPO bem grande na caixa e o RMS pequenininho, quando é o RMS que dita a potência real”, fala. “Pegue o valor do PMPO e divida por quatro que dá, mais ou menos, o RMS”, indica. Uma boa numeração de RMS é 50 wats por canais.

 

Segundo Alexandre, é possível comprar um bom som automotivo na faixa de R$ 290. A marca recomendada é Pioneer. Para quem quer colocar auto-falantes de ponta na instalação, segue o alerta. “Tudo depende da necessidade do cliente. Se ele quer ter uma alta potência de som deve comprar um aparelho, também, com um nível superior”, finaliza.

 

Orientação geral

 

Seja qual for o produto, pesquise bastante na hora da compra, observe se a marca do utensílio que você está adquirindo possui ponto de assistência autorizada em sua região, fique atento ao prazo de garantia do aparelho e exija desconto se pagar a vista. Aproveite as dicas e boas compras.

 

Por Glauco Vinícius e Carla Sousa

*A reportagem foi alterada às 08:34 de 03/12/08 para correção de informações. O técnico procurou a equipe do Portal Infonet e corrigiu uma informação. Ao contrário do que havia sido publicado, a TV de LCD consome menos energia que a tela de plasma.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais