Complexo alavancará economia de Tobias Barreto

0

A implantação de um Complexo Empresarial Integrado (CEI) e um Centro Vocacional Tecnológico (CVT), na cidade de Tobias Barreto, vai fortalecer o desenvolvimento territorial sustentável e, por sua vez, ampliar os investimentos sócio-econômicos no município e na região Centro Sul do Estado. Essa é mais uma iniciativa do Programa Sergipe Cidades, desenvolvido pelo Governo do Estado em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio das Secretarias de Estado de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec).

Orçado em R$ 13.219.642,75, o Complexo Empresarial fica na entrada principal da cidade, às margens da Rodovia SE-170 e ocupa uma área total de 86.221,93 m². Ele é composto por um Centro de Comercialização, um Centro de Serviços, três galpões industriais de médio porte e 14 galpões industriais geminados de pequeno porte, além do CVT.

De acordo com o prefeito da cidade de Tobias Barreto, Adilson de Jesus Santos, o Centro Empresarial Integrado é de suma importância tanto para o município quanto para o estado. “A cidade tem a confecção em seu DNA. Ela passou de atravessadora a fabricante. Hoje o pólo de confecções do município possui aproximadamente 800 pequenas empresas, cerca de 5.000 empregados e 6.000 provedores. Com a implantação do CEI e do CVT, as empresas existentes e aquelas a serem implantadas terão melhor estrutura”, declara.

“O CEI proporcionará um grande retorno financeiro à classe empresarial. Com isso, o número de empregos formais será ampliado não só no município, mas em boa parte do território Centro Sul”, acrescentou o prefeito Adilson de Jesus.

Ainda segundo ele, a maior prova disso está na prévia ocupação dos galpões. “Mesmo antes de ser inaugurado, o CEI já conseguiu a proeza de definir as indústrias que serão ali instaladas. As áreas nas proximidades do Complexo já estão vendidas e os terrenos em volta tiveram uma valorização de mais de 200%. Várias indústrias estão migrando para o município, empreendedores dos mais diversos ramos estão chegando”, assegura. 

Centro Empresarial Integrado

A estrutura do CEI tem formato em ‘L’ e é dividida em quatro áreas produtivas. O Centro de comercialização é a maior delas e comporta sete galerias de boxes medindo 3 x 3 m², totalizando 87 unidades que servirão para o comércio de produtos e serviços na cadeia têxtil e de confecções, oriundos das 31 fábricas instaladas no complexo.

O espaço possui depósitos, almoxarifados, banheiros e uma pequena praça de alimentação, o que propiciará bem estar não apenas aos comerciantes, mas, principalmente, para os consumidores.

Em uma das ruas do Centro estão edificados os três galpões de médio porte. Cada um tem 600 m² de área construída, além da ampla área livre, possuem escritório, almoxarifado e banheiros, perfazendo uma área total de 1.942,03 m².

Centro Vocacional Tecnológico     
     
Dentro da área do CEI está sendo construído o CVT, que servirá como uma unidade de ensino profissionalizante voltada à difusão de conhecimentos práticos na área de serviços técnicos e para a transferência de conhecimentos tecnológicos na área de processos produtivos.

A estrutura do CVT tem 747,85 m² e é distribuída em laboratórios, oficinas, salas de aula e de videoconferência, biblioteca multimídia, auditório com capacidade para 100 pessoas e dependências essenciais como banheiros, hall de circulação, almoxarifado, cozinha, além de três salas administrativas.

“Tamanho espaço se faz necessário, pois possibilitará a capacitação de mão-de-obra especializada para as empresas e indústrias que se instalarão no CEI e também poderá assistir os alunos e professores das escolas públicas com aulas práticas, bem como facilitar os trabalhos de extensão das universidades e unidades de pesquisa”, pontua a arquiteta e chefe da Assessoria de Planejamento da Sedurb, Diana de Santana Freitas.

Toda a área do CEI é composta de sete ruas pavimentadas em paralelo num total de 33.474,47 m², estacionamento no entorno das edificações, guarita, área de urbanismo com bancos, brinquedos, parque infantil e projeto paisagístico.

À frente do tempo

Para o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Zeca Ramos da Silva, quando se oferece uma estrutura logística desse nível, invariavelmente se atrai novos empreendimentos. “O Complexo Empresarial Integrado de Tobias Barreto é um ótimo exemplo da força econômica que o interior do Estado vem apresentando nos últimos anos. Além de respeitar as características da cidade, o CEI é pioneiro, vai atender os produtores locais e, com isso, agregará novos investidores ao município”, enfatiza.

Já de acordo com o Secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Antonio Sérgio Ferrari Vargas, ao alinhar tais fatores com as políticas de desenvolvimento, o Governo do Estado se coloca à frente do seu tempo. “Entre os focos do planejamento estratégico dos CEIs, aproveitar as oportunidades que a economia local oferece é a maneira sensata de garantir sustentabilidade às empresas. O comércio de roupas de cama, mesa e banho, artigos para recém-nascidos e o artesanato de bordado se confunde com a própria história econômica de Tobias Barreto. Ao investir tecnologicamente nesse ramo da economia, o progresso é ampliado, sem causar interferência na cultura local e é possível obter bons lucros”, avalia.

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais