Concessão de crédito é recuperada

0

A concessão de crédito teve forte recuperação nos meses de março e abril, mas já esbarra na resistência de consumidores e empresas de assumirem novas dívidas. O aumento da concorrência dos bancos públicos, pressionados pelo governo a expandir a oferta de crédito e a demanda fraca por novos financiamentos têm forçado instituições privadas como Itaú Unibanco, Bradesco e Santander/Real a reverem suas estratégias de atuação investimento mais em marketing, reduzindo taxas e aumentando prazos, especialmente no financiamento de veículos, imóveis e consumo.

Segundo especialistas, a maior parte do consumo represado pela crise – e a demanda por crédito – já se materializou. Daqui em diante, bancos e rede de varejo terão de lidar com os efeitos da crise na confiança de empresas e consumidores, até agora estimulados por políticas como redução de IPI para carros e outros produtos. A boa notícia é que a disponibilidade de crédito parece ter voltado ao normal, inclusive com o retorno de alguns bancos pequenos ao mercado.

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais