Concessionária ou revenda? Onde é melhor adquirir um carro usado?

0
(Foto: Pixabay)

Adquirir carros usados, é um ato que sempre gera muitas dúvidas entre as pessoas, especialmente aquelas que não possuem muita experiência e nem conhecimento sobre o assunto. Assim, dentre muitas dúvidas que costumam aparecer durante esse processo, é se é melhor comprar um carro usado ou seminovo em uma loja ou concessionária, ou se é melhor negociar com algum dono de carro diretamente. Ambas possuem prós e contras, dependendo das suas intenções e possibilidades. Comprar um carro costuma ser um sonho de uma grande parcela da população, que não acharia a menor graça se visse o sonho ser destruído por um mero despreparo seu. Por isso, nossa equipe preparou esse artigo para esclarecer essa dúvida.

Mas, de uma maneira geral, o simples fato de comprar um carro usado já merece atenção, visto que a possibilidade do carro apresentar algum defeito logo após a compra, é sempre presente. Por isso, é preciso se assegurar de todas as formas da segurança da operação, não se deve tomar decisões precipitadas e impetuosas. Comprar na loja sempre traz uma garantia e uma segurança maior para você, afinal, a empresa deve zelar pelo seu nome e pela sua confiabilidade no mercado. Por outro lado, os preços em loja nem sempre são os mais atrativos, o que pode desanimar aqueles que procuram por opções baratas. Assim, é preciso ter muita paciência para encontrar o veículo ideal.

Vantagens de comprar o carro usado na concessionária

Existem muitas vantagens para quem decide negociar a compra do carro dentro de uma empresa especializada, visto que muita gente não sabe e nem se sente preparada para coordenar todo o processo burocrático que envolve a compra. A concessionária cuida de toda essa parte de documentação para você, questões a serem resolvidas no Detran, na Prefeitura e em outros lugares, são resolvidas diretamente por ela. Esses assuntos são considerados chatos pela maioria das pessoas, que também nem possuem experiência nesses assuntos, podendo se embaralhar com algumas coisas.

Uma questão bastante vantajosa sobre as concessionárias, é que ela têm diversas opções para você escolher a que mais lhe agrada, diferentemente do caso de você comprar com uma pessoa comum, que obviamente só terá uma opção para lhe apresentar. Por exemplo, você não sabe se prefere um carro da Fiat ou da Ford, na concessionária você poderá ver opções das duas marcas, fazer um teste drive, e decidir qual delas se adequa mais ao seu gosto. Às vezes, a pessoa vai na loja com uma marca na cabeça, pensando que ela é a melhor no seu caso, mas acaba que ela se decide por outro tipo de carro.

Outro fator que pode te fazer decidir negociar com uma concessionária, é que algumas dessas empresas oferecem um prazo de três meses para que o cliente se sinta seguro da sua compra. Isso é bom para caso houver algum tipo de arrependimento, vontade de trocar, aí a pessoa não ficará presa a um carro que se revelou um erro de compra. Por último, sempre cheque com amigos, conhecidos, ou mesmo em sites na internet, a popularidade e a fama que tem a concessionária, visando sempre se resguardar de maus negócios. Quanto mais tempo de operação a empresa tem, mais confiável e eficiente ela será.

Vantagens de comprar o caso usado de uma pessoa comum

Pense que qualquer transação financeira deve envolver um nível de confiança entre as partes, ou pelo menos esse seria o ideal. Lembre-se que muita gente acaba sendo enganada por não se precaver, o que é extremamente perigoso, especialmente com compras envolvendo dinheiro alto, como a compra de um carro, por exemplo. Assim, caso você compre o carro diretamente de algum parente seu, amigo, conhecido ou pessoa indicada, você estará tratando com alguém que tem uma relação com a sua pessoa. Isso com certeza pode te deixar mais calmo, havendo a chance de se fazer um negócio bem mais tranquilo e rentável para ambas as partes.

A maior facilidade de argumentação, no caso de você comprar o carro de uma pessoa comum, também é uma vantagem. Vamos supor que após uma consulta na tabela Fipe, você discorde do valor pedido pelo carro e decida confrontar o dono com argumentos lógicos. Se ele não estiver preparado para esse tipo de embate, há uma possibilidade de você convencê-lo a baixar o preço. Há sempre que se ter em mente, que as pessoas que estão vendendo o carro da família, geralmente estão passando por dificuldades financeiras, o que fará com que elas não queiram perder a possível venda. Nesse caso, o desconto pedido poderá ser alcançado com facilidade.

Normalmente, as pessoas que buscam comprar um carro usado, não são exatamente ricas, pelo contrário, na maioria dos casos elas só querem um modelo para ir trabalhar e carregar a família. Assim, o preço importa muito nesses casos, com as opções baratas chamando especial atenção. É notório que nas concessionárias os carros ficam mais caros, porque além do seu preço normal, existirá a comissão do vendedor, por exemplo.

A flexibilidade nesse tipo de negócio também é maior, já que a pessoa no caso não está respondendo a nenhuma empresa, apenas a ela mesma. Por exemplo, vamos supor que você queira dar alguma propriedade sua para quitar uma parte do carro, com certeza será muito mais fácil negociar com um dono de carro particular. Se ele aceitar, dependendo do que você estará oferecendo, você poupará uma boa quantia de dinheiro. Uma dica para quem está a

procura de um carro usado para comprar, é sempre que for olhar algum veículo, procurar marcar o encontro em locais públicos sempre. Isso te deixará mais seguro.

Para você que curtiu o nosso artigo, sobre se é melhor adquirir um carro usado em uma concessionária ou por revenda particular, fica o convite para voltar ao nosso site e ler mais alguns dos nossos artigos. Você não irá se arrepender!

Por Fernando Araujo

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais