Concessionárias ainda vendem carros com IPI reduzido

0
Consumidores aproveitam os últimos carros com baixos preços (Fotos: Portal Infonet)

Após três anos de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) , a venda de automóveis no Brasil volta a atuar sem a redução do imposto. Consequentemente, o custo dos veículos deveriam voltar a subir , mas as concessionárias sergipanas se prepararam para não sofrer com as mudanças que haverão no mercado após o reajuste e prometem manter o preço, sem acrescentar o IPI.

A medida (retorno da cobrança do IPI) começou a vigorar no primeiro ano de 2015, mas quem deixou para comprar um carro em 2015, ainda terá a chance de garantir o veículo com a redução do IPI que esteve em vigor até 31 de dezembro do ano passado.

Concessionárias de todo o Brasil, prevendo a medida tomada pelo Governo Federal, decidiram adquirir estoque de veículos comprados em 2014, com desconto no IPI, fazendo com que o consumidor consiga comprar carros de forma mais barata.

De acordo com o gerente executivo do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos de Sergipe (Sincodiv), Willian Gonçalves Lott, as vendas de veículos com IPI reduzido continuam acontecendo. “As concessionárias de Aracaju anteciparam as compras com o IPI reduzido. Existe um estoque de carros do ano passado. Um estoque pequeno”, explicou o gerente.

Alex Nogueira é gerente

Segundo Willian, a redução do IPI, o preço dos veículos chega a baixar até R$ 9 mil. Ele conta que a situação preocupa o mercado. “As concessionárias estão buscando vender o que tem no estoque. Quando acabar o estoque, as empresas terão que elaborar o marketing para voltar a movimentar o mercado”, falou.

Alex Nogueira é gerente em uma concessionária em Aracaju e ele falou da preparação da empresa para a volta dos valores normais do imposto. “A gente se preparou, quando a gente percebeu que o Governo não ia prorrogar o IPI. Fizemos uma compra acima do ideal para sobrar para o estoque”, contou.

O gerente fala também que as pessoas estão aproveitando os últimos veículos com menor preço. “O pessoal está aproveitando muito. O medo é que o consumidor deixe para última hora e acabe perdendo as opções de modelo, cor, e acabe desistindo da compra. Isso prejudica o mercado”, explicou Alex.

Luciano Andrade fala em boa expectativa de vendas dos últimos do estoque

Luciano Andrade é supervisor de vendas de outra concessionária da capital sergipana. Ele tem boa expectativa de venda do estoque. “Temos cerca de 120 carros no nosso estoque e ficaremos com os preços baixos até zerar o estoque. Mas a procura está sendo grande”, contou.

Por Helena Sader e Raquel Almeida

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais