Confira como se proteger do Golpe do Cadastro do Pix

Criminosos estão utilizando dados capturados para abrir chaves Pìx no nome de outras pessoas e aplicar golpes (Foto: Marcello Casal Jr)

Uma nova modalidade de estelionato está usando dados de pessoas para registrar contas de banco e chaves Pix. Uma vez cadastrados com o nome das vítimas, essas contas e chaves são utilizadas na aplicação de golpes. Os criminosos conseguem os dados das pessoas no mercado ilegal e por meio de aplicativos ou sites falsos que capturam essas informações.

Para se proteger dessa modalidade de golpe, basta consultar o sistema Registrato, do Banco Central. Por meio dele é possível consultar, de graça, empréstimos em seu nome, bancos onde tem conta, chaves Pix cadastradas, cheques sem fundos e dados de compra ou venda de moeda estrangeira.

As informações disponíveis no Registrato servem para o cidadão saber: onde tem dívidas e a situação de cada uma; verificar se existe conta bancária, dívida ou chave Pix em seu nome que você não contratou.

Para acessar o Registrato e os relatórios referentes aos seus dados, faça o login no sistema Registrato com a Conta gov.br de nível prata ou ouro.

Uma vez acessado o sistema Registrato, você pode saber quais chaves Pix estão registradas em seu nome. Além dessa funcionalidade, o Registrato também permite verificar operações de crédito, empréstimos e transações de câmbio realizadas no seu nome. Os links deste parágrafo levam para tutoriais produzidos pelo Banco Central sobre as funções do Registrato. Caso queira conhecer melhor o sistema, acesse o tutorial completo.

Fonte: Governo Federal

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais