Construtoras se somam a Fundat para empregabilidade de mão de obra qualificada

0

Empresários afirmam que há a falta de mão de obra capacitada para o setor (Foto: Portal Infonet)

Com o objetivo de incrementar o programa de empregabilidade na área da Construção Civil, a presidenta da Fundação Municipal do Trabalho (Fundat), Telma Rios Pimentel, iniciou uma série de visitas junto aos empresários do ramo.  A absorção no mercado de trabalho da mão de obra que está sendo treinada pela fundação para desenvolver as atividades de pedreiro polivalente e assentador de revestimento está se confirmando. As construtoras estão abraçando a ideia e se tornando parceiras diante da escassez de pessoal qualificado.

“Tenho interesse nessa mão de obra qualificada”. A expressão é do diretor presidente da Botelho Engenharia Ltda (Engeb), engenheiro Eduardo Botelho, ao tomar conhecimento que duas turmas estão sendo capacitadas na área da construção civil. Receptivo, lembrou que está com uma grande obra e que, portanto, boa parte dessa mão de obra será contratada. “Temos a segurança de que são trabalhadores capacitados por um órgão de credibilidade, como a Fundat”, declara.

Botelho também destacou que a sua empresa se volta muito para o social. “Quem trabalha com dignidade, desempenha melhor a sua função”, declara. A receptividade também não foi diferente junto a Construtora Nassal. O diretor administrativo Carlos Alberto de Sales Herculano também aprovou o projeto da Fundat. “O nosso sofrimento hoje é contratar pessoas capacitadas. Com certeza, a proposta da fundação vai deslanchar”, comentou, assegurando que a empresa também passa a ser parceira.

Os empresários concordam que a ação da Prefeitura de Aracaju por meio da Fundat é louvável diante da necessidade de mão de obra capacitada para o setor. A área da construção civil está em ascensão e, portanto, gerando mais emprego e renda. Telma Rios Pimentel disse que as visitas terão continuidade. “Vamos concentrar o maior número possível de construtoras. Dessa forma, a empregabilidade na área também será maior, oportunizando, portanto a inclusão social de muitos trabalhadores”, esclarece.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais